Empresário de Britney Spears, Larry Rudolph, se demite após 26 anos no cargo

O empresário de Britney Spears, Larry Rudolph, pediu demissão de seu cargo nesta segunda-feira, 5. Ele trabalhava com a cantora há 26 anos e enviou uma carta aos responsáveis pela tutela dela, o pai, James Spears, e a advogada, Jodi Montgomery.

O comunicado na íntegra foi divulgado pelo site norte-americano Deadline. “Já se passaram mais de 2 anos e meio desde que Britney e eu nos comunicamos pela última vez, momento em que ela me informou que queria fazer um hiato de trabalho por tempo indeterminado”, iniciou.

“Hoje cedo, fiquei sabendo que ela estava expressando sua intenção de se aposentar oficialmente. Como vocês sabem, nunca fiz parte da tutela nem de suas operações, portanto, não estou a par de muitos desses detalhes”, reforçou.

“Fui originalmente contratado a pedido de Britney para ajudar a administrar e auxiliá-la em sua carreira. E, como empresário, acredito que é do interesse dela que eu peça demissão da equipe, pois meus serviços profissionais não são mais necessários”, explicou.

“Por favor, aceitem esta carta como minha demissão formal. Sempre terei muito orgulho do que conquistamos ao longo de nossos 25 anos juntos. Desejo a Britney toda a saúde e felicidade do mundo e eu estarei aqui se ela precisar de mim novamente, assim como eu sempre estive”, concluiu.

A demissão de Larry ocorre em meio a novos desdobramentos sobre a tutela da artista, principalmente depois do depoimento que ela deu sobre o caso, expressando o desejo de ver o pai e a tutora presos pela “atitude abusiva” com a qual estaria sendo tratada nos últimos 13 anos.

O caso tem uma nova audiência marcada para o dia 14 de julho, mas, por enquanto, a tutela tem o prazo de ser mantida pelo menos até o mês de setembro.