Vila A Inteligente e tecnologias para o setor são carro-chefe do PTI no Festival de Turismo

Dois grandes pilares do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), a tecnologia e a inovação são também a aposta da instituição para a retomada do turismo e o crescimento econômico de Foz do Iguaçu. É isso o que o PTI expõe este ano na Feira de Turismo e Negócios do 15º Festival das Cataratas, que teve inicio nesta quinta-feira, 03.

O estande do Parque Tecnológico tem como carro-chefe o Programa Vila A Inteligente, que torna a Vila A o primeiro bairro público inteligente e uma referência para todo o Brasil; e produtos e serviços voltados ao turismo de empresas incubadas e ligadas ao ecossistema do PTI. A Feira se estende até sexta-feira, 04.

O diretor superintendente do Parque Tecnológico, general Eduardo Garrido, destacou que a participação da instituição na Feira, com tecnologias que podem servir ao segmento turístico, segue a diretriz do diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general Joaquim Silva e Luna, da busca pela sustentabilidade do PTI. “Estamos externalizando aquelas tecnologias de que dispomos e, até então, estavam muito voltadas para atender a nossa mantenedora. Estamos buscando parceiros para disponibilizá-las, a fim de que tenham uma maior abrangência na região”, afirmou.

A Inteligência Artificial para o reconhecimento facial dos visitantes da Feira, mesmo com o uso de máscara, é uma das exposições do estande do PTI. É uma demonstração de umas das tecnologias que estão sendo instaladas na Vila A na primeira fase do Programa, prevista para ser entregue nas próximas semanas.

As câmeras de reconhecimento facial compõem a iluminação inteligente do bairro, que será instalada em mais de 100 pontos. Os pontos exatos onde essa e as demais soluções do Programa – semáforos e pontos inteligentes, câmeras de monitoramento de placas e Centro de Controle e Operações (CCO) também pode ser vistos no mapa da Vila A, por meio de um aplicativo de realidade aumentada à mostra no estande. A iniciativa é promovida em uma parceria entre PTI, Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu e  Copel.

Empresas

A história da TARS, empresa de soluções tecnológicas para o turismo de Bianca Lahm e Natalia Teixeira, começou no Festival das Cataratas, em 2018, quando surgiu a ideia da empresa durante o Hackatour, maratona de programação complementar ao evento. Elas buscaram o suporte da Incubadora do PTI para tornar a proposta um negócio e, dois anos depois, voltam ao evento com o Parque Tecnológico para mostrar seus produtos e serviços.

O aplicativo da TARS faz um ranking dos atrativos e estabelecimentos turísticos de um destino conforme o perfil e as expectativas dos turistas, com o objetivo de melhorar a experiência dos visitantes. A empresa também desenvolve soluções customizadas com gamificação e realidade aumentada para os atrativos. Para as empreendedoras, estar no Festival juntamente com o PTI garante maior visibilidade para a empresa. “Participar do Festival é vantajoso, porque podemos ser vistos e conhecidos pelas pessoas, e também saber o que está acontecendo no mercado”, disse Natalia.

Para Odenir Dorneles, comercial e founder da HotelTech, empresa incubada no Parque Tecnológico, participar na Feira em conjunto com o PTI traz um “plus” para o negócio. Ainda no primeiro dia do evento, ele comentou que já tiveram pessoas interessadas em conhecer as soluções da empresa, que integra sistemas em hotéis e resorts para oferecer melhor hospitalidade aos hóspedes.

Também integram o estande do PTI a AIS Ambientes Virtuais, especializada em soluções com realidade aumentada e virtual, e gêmeo digital; e a Bittur, especializada em tecnologia no ramo de hotéis e condomínios.

Homenagem

Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido no setor, a organização do Festival das Cataratas entregou durante a abertura do Festival das Cataratas, na noite de quarta-feira, 02, o Troféu Amigo do Festival a algumas personalidades. Entre os homenageados estiveram o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, e o diretor-superintendente do PTI, general Eduardo Garrido.]