Aeroporto de Foz do Iguaçu triplicará capacidade operacional

0 1.632

Com cerca de 60% das obras de ampliação concluída, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, visitou no início da tarde desta segunda-feira (17) as intervenções que estão sendo realizadas no aeroporto internacional de Foz do Iguaçu, no Paraná. Por lá, Costa Filho conferiu de perto as melhorias que vão dar mais comodidade e segurança aos turistas do Sul. Uma das áreas visitadas pelo ministro foi a nova área de check-in do aeroporto, que deverá começar a ser utilizada ainda este mês.
 

Costa Filho revelou que as obras estão na fase final e, ainda este ano, serão entregues para os passageiros. “Sob orientação do presidente Lula, nos estamos trabalhando para modernizar os aeroportos brasileiros para elevar a qualidade dos nossos terminais e ampliar a malha aérea doméstico e internacional, promovendo a oferta de voos e a ampliação da conectividade aérea. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos em novembro deste ano”, destacou.
 

Gerido desde 2022 pela CCR Aeroportos, o aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu é o segundo mais movimentado do Paraná e quinto da região Sul. No ano passado, mais de 1,8 milhão de turistas passaram pelo terminal, valor que representou crescimento de 28% na comparação com o ano anterior. O sítio aeroportuário é a principal porta de entrada para um dos principais cartões-postais do Brasil: o Parque Nacional do Iguaçu.
 

No total, a concessionária que administra o aeroporto vai aplicar cerca de R$ 370 milhões na infraestrutura local. As intervenções vão permitir triplicar a capacidade operacional do terminal, passando de 2 milhões de passageiros ano para 6 milhões. Outra importante melhoria é a ampliação da pista de pouso e decolagem, ela será ampliada para 2.800 metros, aumento de 600 metros.
 

Principais obras
 

As intervenções no sítio aeroportuário incluem duas etapas: lado ar e lado terra. O lado ar é composto pela área de movimento de um aeródromo e terrenos e edificações cujo acesso é controlado. Já o lado terra é formado pela área comum onde todos podem circular, como estacionamentos, áreas de lojas e quiosques no saguão do terminal de passageiros.
 

Lado Ar

– Revitalização e ampliação da pista de pousos e decolagens
– Adequações na faixa preparada
– Construção, recuperação e adequação de nova taxiway
– Bacia de contenção
– Novo Pátio (ampliação de 8 para 13 posições)


Lado Terra

– Reforma e ampliação do Terminal de Passageiros
– Readequação de 4 pontes de embarque
– Construção de um Terminal de Cargas Internacional e três Terminais de Cargas Domésticos
– Realocação do Parque de Abastecimento de Aeronaves

Deixe um comentário