Cascavel ganha primeira fábrica automatizada de prédios do Brasil

0 106

Cascavel, no Oeste do Paraná, ganhou nesta sexta-feira (23) a primeira fábrica automatizada de prédios do Brasil, que permite a construção em escala de condomínios completos. O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou da inauguração e entregou a licença de operação do Instituto Água e Terra (IAT), que autoriza o início da produção na unidade da empresa Ecoparque. A fábrica tem capacidade de produzir, em seis meses, até 20 prédios com 120 apartamentos cada, o que equivale a 2,4 mil unidades habitacionais. 

O complexo industrial tem uma área de 180 mil metros quadrados, sendo 30 mil metros quadrados de área construída, e recebeu investimento de R$ 200 milhões. Projeto inovador e inédito no País, que utiliza tecnologia automatizada e equipamentos da empresa alemã Voller, a fábrica é também a maior das Américas nesse segmento. Ela produz estruturas pré-moldadas completas, inclusive com a parte elétrica e hidráulica embutida, dando mais agilidade e economia à construção civil. 

Mais do que a construção de prédios, o foco da Ecoparque é a implantação de bairros integrados e sustentáveis, com uma estrutura completa de serviços públicos como em uma cidade. O primeiro deles será construído em Cascavel, nas proximidades da fábrica. Ele já teve a licença prévia emitida pelo IAT e agora aguarda a emissão da licença de instalação para dar início à obra.

“É um marco histórico na construção civil do Paraná, porque essa fábrica representa uma grande inovação na área”, destacou Ratinho Junior. “A ideia não é apenas construir apartamentos, mas bairros planejados com toda uma preocupação social e ambiental, o que inclui a parte educacional, a educação na primeira infância e também todo atendimento e prestação de serviço público disponíveis para quem vai morar nesse local”.

Ele ressaltou que o empreendimento vai ao encontro do que o Estado procura em termos de inovação. “Um balanço do Banco Central mostrou que o Paraná teve o maior crescimento econômico do Brasil no ano passado. Um resultado que muito nos orgulha, porque cresceu três vezes mais que o País. E esta inauguração representa justamente esse bom momento do Estado, desse crescimento industrial e econômico que estamos tendo”, afirmou. “É um projeto inovador, que usa tecnologia estrangeira, mas que foi idealizado e construído por empresários paranaenses”. 

Neste primeiro ano de funcionamento da fábrica, o foco será no treinamento dos funcionários e refinamento do produto, por isso a unidade deve operar com cerca de 10% de sua capacidade. Ainda assim, a previsão é entregar, até dezembro de 2024, três prédios com 360 apartamentos no total.

Em 2025, o empreendimento passará a operar com 50% de sua capacidade, podendo entregar aproximadamente 2 mil apartamentos em um ano. A previsão é que ela esteja em pleno funcionamento a partir de 2026, quando poderá construir cerca de 4 mil apartamentos por ano. 

COMO FUNCIONA – A tecnologia utilizada pela fábrica para construir os apartamentos já existe desde a reconstrução da Alemanha e de outros países europeus após a Segunda Guerra Mundial, em 1945. Na década de 1960, a tecnologia evoluiu com os computadores e, em seguida, na década de 1990, foi robotizada, ganhando escala e produtividade. 

Atualmente, funciona utilizando a mesma lógica da montagem de veículos pela indústria automotiva, e os apartamentos já saem de lá 100% prontos, inclusive com a parte hidráulica e elétrica embutida nas peças, sendo apenas necessário conectar na hora de instalar. 

ECOPARQUE
O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou da inauguração e entregou a licença de operação do Instituto Água e Terra (IAT). Foto: Jonathan Campos/AEN


BAIRRO INTEGRADO – A fábrica foi feita para fornecer habitações para o projeto Bairros Integrados Ecoparque, que serão implantados em vários estados brasileiros. O primeiro deles será em Cascavel, construído nas proximidades da fábrica de prédios. O Ecoparque de Cascavel é o maior projeto habitacional em curso no Paraná e, além das habitações, vai reunir em um só lugar toda a estrutura de serviços de uma cidade.

“Muito mais que a construção de prédios, é um projeto educacional e de aumento de renda”, salientou Francisco Simeão, idealizador do empreendimento e sócio da Ecoparque. “O empreendimento terá mais de 50% de área verde, jardins exuberantes, energia solar, reuso da água, escolas em tempo integral e toda uma estrutura para as famílias, com foco também nas mulheres. Além disso, por serem construídos em escala, os apartamentos devem custar a metade do preço de unidades com um padrão semelhante”.

O bairro contará com 36 prédios de 15 andares, totalizando 4,3 mil apartamentos de alto padrão, além de creches, escolas de ensino fundamental, médio e profissionalizante, unidade de saúde, posto policial, centros comerciais, bosques, vilas da cidadania, lago e jardins. Com cerca de 13 mil moradores previstos, o local terá mais moradores do que a população de boa parte dos municípios do Oeste.

“O Ecoparque não é apenas mais um importante projeto de habitação no nosso município, mas representa uma concepção diferenciada de moradia. É uma cidade que terá apartamentos para as pessoas morarem, terá educação, áreas de lazer e espaços de capacitação”, ressaltou o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos. “É algo muito importante para a cidade ser a primeira da América Latina a receber uma fábrica como essa, que vai ajudar a reduzir os déficits habitacionais do município”. 

Atendendo os pedidos da comunidade árabe regional, o Ecoparque destinou um espaço no projeto para a construção da primeira mesquita da região Oeste fora de Foz do Iguaçu. Também haverá um espaço de 15 mil metros quadrados destinado à Arquidiocese de Cascavel para a construção de uma estrutura semelhante à Catedral de Salamanca, na Espanha.

Os apartamentos poderão ser financiados pela Caixa Econômica Federal, sendo que 70% deles podem ser enquadrados no programa Minha Casa, Minha Vida. Caso seja de interesse do comprador, as moradias podem ser entregues mobiliadas, com cozinha completa com móveis e eletrodomésticos, lavanderia, banheiros e quartos montados.


PRESENÇAS – Participaram da solenidade os secretários estaduais da Indústria, Comércio e Serviços, Ricardo Barros; do Planejamento, Guto Silva; da Educação, Roni Miranda; da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona; e das Cidades, Eduardo Pimentel; os presidentes da Cohapar, Jorge Lange; da Sanepar, Claudio Stabile; da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhafti; da Ferroeste, André Gonçalves; da Coopavel, Dilvo Grolli; e da Cooperativa Lar, Irineo da Costa Rodrigues; os deputados federais Nelson Padovani, Dilceu Sperafico, Beto Richa e Zeca Dirceu; os deputados estaduais Alexandre Curi, Marcel Micheletto, Gugu Bueno, Luiz Claudio Romanelli, Marcio Pacheco, Soldado Adriano José, Anibelli Neto, Paulo Gomes e Batatinha; e os ex-governadores Cida Borghetti, Orlando Pessuti, Mário Pereira e João Elísio Ferraz de Campos; além de autoridades locais e representantes da empresa.
Da AEN

Deixe um comentário