Acontece 04/11/2020

Pedaço de bolo
O ator Rafa Vitti completou 25 anos na última segunda-feira (2). Ele deu o primeiro pedaço de bolo para sua esposa, a humorista Tatá Werneck, que recusou e explicou em seu Instagram o motivo: “Ganhei o primeiro pedaço mas devolvi. Vc sabe que não como doce. Vc não repara em mim. E aí começa a DR”. Os fãs curtiram a publicação e comentaram com elogios ao casal e pedindo que Tatá ensinasse como não recusar doces.

‘Borgen’ 
Contra tudo e contra todos, Birgitte Nyborg Christensen (Sidse Babett Knudsen), a líder dos moderados, se torna a primeira mulher a conquistar o posto de primeira-ministra da Dinamarca. Esse é o mote da série Borgen, exibida originalmente na Dinamarca entre 2010 e 2013 e que começa a fazer sucesso na Netflix – ela foi incluída em setembro no catálogo global da plataforma.

Mais temporadas
Criada pelo roteirista, dramaturgo e diretor dinamarquês Adam Price, responsável também pela série de fantasia Ragnarok, que estreou este ano na Netflix, Borgen tem três temporadas, com dez episódios de 58 minutos cada uma. Quando a terceira temporada foi ao ar, Price disse que ela deveria ser a última. Com a série agora no catálogo da Netflix, as coisas mudam de figura. 

Estreia
A quarta temporada de Borgen pode estrear em 2022. Borgen acompanha os bastidores do poder na Dinamarca, com escândalos, corrupção, espionagem e mistura entre público e privado – e os altos e baixos de Birgitte. (Por AE/São Paulo)

Cabelos brancos
Samara Felippo usou as redes sociais para falar sobre cabelos brancos. Isso porque a atriz decidiu parar de colorir as mechas durante a pandemia do novo coronavírus. “Muitas mulheres me perguntam sobre esse processo, que começou na minha vida nessa quarentena: a permissão para os meus fios brancos nascerem. Eles insistiam em nascer há muito tempo, eu sempre tive e é uma herança do meu pai, muito grisalho E eu nunca deixei porque eu sempre trabalhei com televisão e, como vocês sabem, na nossa sociedade tão machista e opressora, mulher de cabelo branco é mulher velha, relaxada, que não se cuida. Ao contrário do homem que é maduro, charmoso e experiente”, desabafou.

Culpa da quarentena
Em um vídeo que compartilhou no Instagram, Samara disse que esse pensamento machista foi perpetuado ao longo dos anos e ainda está arraigado na nossa cultura. “E para mim também, sempre foi horrível. Pintei o cabelo a vida inteira e por causa do trabalho E veio a quarentena, pensei em pintar diversas vezes”, relata a atriz, que disse que chegou a ligar para a cabeleireira. “Falei para ela vir com segurança, porque não fui ao salão até hoje. Eu falava: ‘Ah, vamos esperar um pouquinho’. E assim foi indo e eu não pintei”, disse.

Cabelo ruivo
A atriz contou que teve de parar de gravar uma série, no início da pandemia, em que a personagem tinha cabelo ruivo. “Se a série voltar, terei de voltar a pintar de ruivo. Estou com medo de ter de pintar o cabelo por causa de um personagem, enfim, estou com medo de julgamento. Mas quero dizer que você é linda do jeito que você é”, finalizou a atriz. (Por AE/São Paulo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *