Coluna da ADI 07/12/2023

0 27

G20 no Paraná

Foz do Iguaçu será uma das 13 cidades brasileiras a sediar reuniões temáticas do G20 durante a presidência do Brasil no grupo. O Brasil assumiu, na sexta-feira (1º), pela primeira vez, a presidência do grupo, que abrange dois terços da população mundial. Os encontros com ministros dos países do G20 estão previstos para fevereiro de 2024.

O G20

O “Grupo dos 20”, conhecido como G20, é uma organização que reúne ministros da economia e presidentes dos bancos centrais das maiores economias do mundo (19 países, União Europeia e União Africana). Confira quais serão os municípios sedes: Brasília (DF); Belém (PA); Belo Horizonte (MG); Fortaleza (CE); Foz de Iguaçu (PR); Maceió (AL); Manaus (AM); Porto Alegre (RS); Rio de Janeiro (RJ); São Paulo (SP); Salvador (BA); São Luís (MA); e Teresina (PI).

Unidade móvel

A Polícia Penal do Paraná (PPPR) recebeu a primeira unidade móvel de monitoração eletrônica do País. O veículo é totalmente adaptado, com dois ambientes para atendimentos fiscalizatórios e assistenciais a pessoas privadas de liberdade em regime de monitoração eletrônica. A unidade terá sua primeira atuação durante o Verão Maior Paraná. A unidade móvel terá foco no atendimento de monitorados de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral.

Ampliando

A Lacticínios Tirol vai investir R$ 40 milhões para ampliar a capacidade produtiva da sua unidade industrial de Ipiranga, nos Campos Gerais do Paraná. O investimento vai ampliar a capacidade de produção da fábrica de 600 mil para 800 mil litros de leite por dia. A planta gera mais de 1 mil empregos diretos e indiretos, além de envolver outros 1 mil produtores rurais da região para o fornecimento de leite para a indústria.

Crimes violentos

Até outubro deste ano, o Paraná registrou 3.232 mortes vitimadas por crimes violentos, feminicídio, homicídio doloso, lesão corporal e latrocínio. Em comparação com o mesmo período de 2022, houve uma redução de 9%. Das 399 cidades do Paraná, 153 (38%) não registraram mortes de janeiro a outubro.

Com câmera

O contrato de fornecimento de câmeras corporais para uso dos policiais militares do Paraná foi assinado em 28 de novembro. O acordo vale por um ano. A  licitação prevê o fornecimento de 300 câmeras corporais com um custo anual de R$ R$ 1.008.000,00. A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) informou que os equipamentos serão entregues em até 90 dias após a assinatura do contrato.

LOA e PPA

A Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou o projeto da LOA 2024 (Lei Orçamentária Anual) e a mensagem do Governo do Paraná que trata do Plano Plurianual (PPA) para o quadriênio 2024 a 2027. Com as aprovações pela Comissão de Orçamento, os projetos de lei devem ser debatidos e votados no Plenário da Alep na semana que vem.

Uma tonelada

Em abordagem realizada na madrugada desta desta quarta-feira (06), por policiais federais e militares, foi apreendida no rio Paraná uma embarcação com mais de uma tonelada de maconha. Os agentes realizavam patrulhamento na fronteira com o Paraguai quando avistaram um barco fazendo a travessia irregular para as margens brasileiras.

Mercado de trabalho

O Paraná foi o estado da região Sul que mais gerou empregos para mulheres de janeiro a outubro de 2023. O Estado registrou no período um saldo positivo de 51.341 novos empregos formais para mulheres. O número é resultado da diferença de 662.520 contratações e 611.179 demissões.

Dengue

De acordo com o boletim semanal da dengue, o Paraná registrou na última semana 876 novos casos da doença. O novo período epidemiológico, iniciado em julho, já registrou 4.398 casos confirmados e outros 6.267 que estão em investigação. Quanto aos municípios, dos 399 existentes no Estado, 216 possuem casos confirmados.

Não e não

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) celebraram um Acordo de Cooperação Técnica entre as instituições com o objetivo de combater a desinformação e as fake news nos processos eleitorais. “O que não pode no mundo real, não pode no mundo virtual”, disse o presidente do TSE, Alexandre de Moraes.

Nova ministra?

A  deputada federal do Paraná, Gleisi Hoffmann, deve assumir um ministério no governo Lula. A possibilidade de Gleisi Hoffmann assumir um ministério no governo Lula já abriu disputa, nos bastidores, pela sucessão dela na presidência nacional do PT. De acordo com lideranças petistas, há hoje pelo menos quatro nomes cotados para suceder Gleisi.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Deixe um comentário