Coluna da ADI 10/06/2020

Auxílio emergencial

O deputado Delegado Francischini (PSL) parabenizou a iniciativa do governo federal em abrir as agências dos Correios para efetuar o cadastro do auxílio emergencial. “O esforço do governo para ajudar as pessoas mais humildes tem mais uma frente. As seis mil agências dos Correios de todo o país começaram a atender gratuitamente quem não conseguiu acessar o auxílio emergencial via aplicativo, com prioridade para as pessoas que não têm acesso à internet. A expectativa é realizar até 27 milhões de atendimentos”.

 

Notificação prévia

O deputado Paulo Litro (PSDB) apresentou projeto de lei que torna obrigatório a notificação prévia e individualizada pelas operadoras de planos de saúde sobre o descredenciamento, os seus clientes. “Muitas vezes o descredenciamento pelas operadoras de planos de saúde prejudica diretamente os usuários, que contratam baseados em facilidade de acesso ou confiança em prestadores de serviço e acabam sendo surpreendidos quando estes deixam de atender determinados planos de saúde”, disse.

 

Menor número

Medidas de prevenção e desaceleração de proliferação da covid-19 adotados em Guarapuava desde março confirmam as projeções e colocam a cidade como uma das com mais baixos coeficientes de incidência de transmissão do coronavírus. Entre as 10 maiores cidades do Paraná, Guarapuava é a com o menor número de cas

os confirmados.

 

Você concorda?

O deputado Anibelli Neto (MDB) apresentou projeto de lei que veda a cobrança de juros e multas cobradas por instituições de ensino. O deputado também lançou uma enquete, no twitter, sobre o assunto. “Projeto de lei veda a cobrança de juros e multas pelo atraso no pagamento das mensalidades das instituições de ensino da rede privada enquanto durar a pandemia da covid-19 no Paraná. Você concorda?”

 

Recursos

A lei complementar que criou o programa de enfrentamento ao coronavírus, destinará R$ 60 bilhões para estados e municípios desenvolverem ações de combate à pandemia e recomporem em parte seus caixas, afetados pela queda na arrecadação. Desse montante, fatia de Toledo será de R$ 16.309.698,43 – R$ 2.127.351,97 devem ser empregados no combate à covid-19 e R$ 14.182.346,46 serão de aplicação livre. No total, o Paraná vai receber R$ 261 milhões para R$ 1,7 bilhão para aplicação livre. Os sete maiores repasses são para Curitiba (R$ 224,1 milhões), Londrina (R$ 66 milhões), Maringá (R$ 49,1 milhões), Ponta Grossa (R$ 40,7 milhões), Cascavel (R$ 38 milhões), São José dos Pinhais (R$ 37,4 milhões) e Foz do Iguaçu (R$ 29,9 milhões).

 

Toque de recolher

O prefeito Lucio de Marchi (PP) anunciou que a partir de agora passa a vigorar o toque de recolher em Toledo entre 22 horas até 6 horas pelos próximos 15 dias, salvo para deslocamento ao trabalho e retorno ou para busca de atendimento médico e farmacêutico, mediante comprovação. A medida é uma entre as várias previstas no novo decreto para conter o avanço do novo coronavírus na cidade.

 

Agora abre!

O deputado Alexandre Curi (PSB), com apoio do Estado, destinou R$ 2 milhões ao hospital de Teixeira Soares, que ficou fechado por dois anos. “Neste momento de dificuldades, os municípios contam com o apoio do governo Ratinho Junior, através do secretário estadual da Saúde, Beto Preto. É a união de todos no combate à maior pandemia que o planeta atravessa”.

 

Pós pandemia

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), se reuniu com o presidente da Fiep, Carlos Valter Martins Pedro. “Carlos Pedro veio tratar sobre projetos que tramitam na Assembleia de interesse da indústria. Conversamos também sobre como deve ser a recuperação da economia no período pós pandemia. Estamos empenhados em trabalhar na recuperação da economia paranaense, temos conhecimento da necessidade da população e as medidas de prevenção que devem ser seguidos.”

 

Tá confuso!

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou que o Ministério da Saúde volte a incluir os números acumulados nos boletins. Na decisão, |Moraes afirmou que o desafio da crise sanitária “não pode ser minimizado”. A repercussão negativa também fez a pasta voltar a anunciar o balanço mais cedo, às 18h. Segundo o ministério, os dados divergentes que saíram no mesmo dia teriam sido provocados por “duplicações” nas informações das secretarias. A falta de transparência deixou um clima de medo e perseguição entre os técnicos da pasta.

 

Confuso II

O ex-ministro Sergio Moro voltou a criticar o governo Bolsonaro por causa das ações da administração no combate ao coronavírus. O governo federal ameaçou sonegar informações e gerou confusões com os números da covid-19 ao determinar mudanças na metodologia e na divulgação dos dados. “Não tem como dar certo. Transparência e rumo são fundamentais, especialmente em cenário de crise”, disse Moro no twitter.

 

UEM e UEL

A UEM (Maringá) e a UEL (Londrina) estão entre as melhores universidades do mundo, segundo o World University Rankings 2020/2021 que ranqueou as 2 mil melhores universidades. No Brasil, a USP lidera, a UEM aparece na 32ª posição e a UEL na 38ª. Entre as universidades estaduais, as duas figuram entre as cinco primeiras colocadas. No Paraná a UEM é a segunda e a UEL a terceira colocada, ficando atrás apenas da UFPR. Já na classificação geral, as duas instituições ficaram entre as 1.400 melhores do mundo. Cerca de vinte mil universidades foram avaliadas.

 

Videoconferência

Reuniões com os diretórios municipais e pré-candidatos do MDB do Paraná passaram a ser realizadas por videoconferência. A diretriz atende às recomendações da OMS como medida preventiva ao avanço do coronavírus. O presidente estadual João Arruda diz que as aglomerações são comuns em reuniões e encontros partidários e, por isso, há necessidade de migrar para as plataformas digitais. “Ao mesmo tempo, não vamos deixar os filiados sem atendimento durante o período de isolamento”, reforça. As reuniões começaram com os dirigentes do partido em Ponta Grossa.

 

Fundo eleitoral

O PT e o PSL serão os partidos que vão receber mais dinheiro do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para custear as campanhas de candidatos a vereador e prefeito. Segundo o TSE, o PT receberá 200.925.914,05. Já o PSL ficará com R$ 193.680.822,47.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *