Coluna do Editor 01/12/2023

0 363

Explicação

Através de nota, a Prefeitura de Toledo tentou explicar o inexplicável em relação à Virada Cultural, ou melhor, aos motivos que levaram ao cancelamento dos shows com a cantora Tulipa Ruiz e a banda Nação Zumbi, previsto para o próximo sábado, dia 9, e o show com o cantor Chico César, previsto para o dia 10. Segundo mostra postagem nas redes sociais, o motivo seria “a impossibilidade de atender as exigências técnicas quanto a estrutura de som e luz de palco, devido ao não cumprimento do contrato por parte da empresa licitada”.

Dissolução

“A empresa licitada pelo Município entrou em fase de dissolução e não cumpriu com as suas obrigações contratuais de atender as especificações técnicas exigidas em shows nacionais, incluindo equipamentos de som e luz que são necessários para a apresentação dos artistas. Assim, diante do problema técnico e da impossibilidade administrativa de buscar outros fornecedores, tomou-se a decisão de cancelar os shows, que se encontravam em fase final de contratação. A Virada Cultural será realizada com atrações locais e também uma programação especial para as crianças, com a ‘Viradinha Cultural’”, completa a nota.

Censura

A nota não traz, por exemplo, a pressão que o vereador Marcelo Marques tem feito para derrubar, não apenas a secretária da Cultura Rosselane Giordani, mas a cultura como um todo.

Zona

O vereador disse que não vai permitir essa “zona” na cidade de Toledo. Mas não vejo a mesma disposição em combater, por exemplo, a bebedeira durante os fins de semana com músicas bem mais aterrorizantes sob a ótica da família. Mas que como não ataca ninguém da classe política…segue o baile!

Saliva

Marques e tantos outros vereadores fazem apenas uma oposição de saliva se dizendo da direita, mas votando quase sempre em favor de uma gestão que, sim, é em sua essência de esquerda. Beto Lunitti, Ademar Doprfschmidt e muitos dos cargos de confiança têm coração esquerdista, mas agora tentam esconder uma ideologia que está enraizada na alma.

Boicote

Não sou artista. Aliás, passo longe de ter talento para a arte. Agora, fosse um, certamente convocaria um boicote para a Virada Cultural porque o que aconteceu foi censura da forma mais escancarada possível.

Cruz

Engraçado é que, quando é para se pregar na cruz, aí a Cultura é boa.

Abandono

Estive esta semana no antigo prédio do Colégio Olivo Beal, no Centro de Toledo. Confesso que me assustei com o estado de abandono de uma obra pública que poderia muito bem servir para abrigar uma escola, mas hoje serve apenas para abrigar bandidos, usuários de drogas e servir para focos da dengue, criadouro de baratas, ratos, escorpiões e cobras. E quem está falando isso não sou eu, mas sim os moradores das proximidades que não sabem mais a quem recorrer.

Empurra

Pior é observar o jogo de empurra entre a Prefeitura de Toledo e o Governo do Estado, leia-se, Núcleo Regional de Educação. A prefeitura afirma não poder fazer nada porque o prédio é do governo; o Núcleo sequer se manifesta porque o chefe, professor José Carlos Guimarães, sempre está em “agenda externa” quando se trata de assuntos polêmicos e não retorna os pedidos de explicações do Jornal do Oeste.

Multa

Fosse o prédio de qualquer pessoa, certamente a essa altura o proprietário já teria sido multado ou então o serviço de limpeza feito pela prefeitura e a multa aplicada.

Espaço

Triste é saber que, por exemplo, os alunos do Colégio Estadual Irmão Germano Rhoden, na Vila Paulista, serão deslocados em 2024 para o Colégio Attilio Fontana, na Vila Pioneiro, porque a mesma Prefeitura de Toledo pediu o espaço para ampliar as aulas de ensino integral.

Sem espaço

Já os alunos do Colégio Esperança Covatti, no Jardim Bressan, não tem sequer espaço porque o prédio precisou ser demolido depois de rachaduras que comprometeram a estrutura. Nem prazo foi dado para construção de uma nova escola.

Solução

Tivesse alguém à frente do Núcleo com um pouco mais de visão estratégica ou boa vontade em ouvir as pessoas, quem sabe não teriam sido feitas adequações para que o antigo Olivo Beal abrigasse essas duas escolas que, pela proximidade e facilidade de acesso, poderia ser disponibilizado o transporte escolar para os alunos.

Representatividade

E ainda há quem diga que Toledo tem deputados estaduais a representando. Lorota! Hoje a cidade está abandonada quando se trata de Governo do Estado, com algumas migalhas retornando de vez em quando. Triste ainda observar vereadores se contentando com essas migalhas, batendo no peito com orgulho de apoiar candidatos que, depois da eleição, muito sequer pisaram de volta neste chão vermelho.

Deixe um comentário