Coluna do Editor 06/08/2020

Saudades

O eterno deputado federal Dilceu Sperafico pode até ter deixado a política, mas a política jamais o abandonará. Ao menos para quem acompanhava seu trabalho parlamentar mais de perto, como aconteceu esta semana, em Alto Piquiri, onde o vereador Mizael Binatti, ao receber um maquinário agrícola, fruto de emendas parlamentares de Sperafico quando estava na Câmara Federal, rasgou elogios a Sperafico.

 

“Paizão”

O detalhe é que o vereador recebeu as chaves das mãos do seu pai biológico, Israel Binatti, mas ao assessor Vanderlei Queiroz, disse o seguinte: “Esse é meu pai biológico, mas o Sperafico é meu paizão na política”.

 

Republicanos

Na segunda (3), foi realizada na Associação da Rádio Colmeia, a inauguração da sede do Partido Republicanos em Cascavel. A proposta é colocar à disposição dos pré-candidatos, candidatos e da sociedade em geral, um espaço amplo, estruturado e apropriado para debates tão importantes neste momento em que vivemos. O evento contou com a presença do prefeito Leonaldo Paranhos, vereadores, representantes do Executivo e Legislativo municipal, líderes religiosos, filiados do partido Republicanos, representantes do Republicanas Cascavel, pré-candidatos a vereador pelo partido, além de demais autoridades e convidados.

 

Espaço

O Partido Republicanos, liderado pelo empresário Renato Silva, quer oferecer um local para que a sociedade discuta todos os assuntos pertinentes às eleições que se aproximam. Renato Silva conta que recebeu do presidente estadual, Valdemar Bernardo Jorge, a missão de comandar o partido na cidade e se sente honrado pelo convite. “Quero ajudar muita gente ainda a melhorar de vida e a política como ferramenta”, afirma Renato.

 

Prazo

A Câmara de Toledo apreciou em turno final na sessão de segunda-feira (3), dois projetos de leis, aprovando o Projeto de Lei n° 46, que concede novo prazo à Universidade Federal do Paraná (UFPR) para a implantação da Unidade Didática e Ambulatorial em Toledo. A decisão amplia o prazo para a UFPR instalar a estrutura inicialmente prevista para o local onde funcionaria o curso de medicina ao lado do Hospital Regional e que posteriormente foi contemplado com área e prédio no Biopark. Com a decisão da Câmara, que altera a Lei R n° 34, de 29 de abril de 2015, a UFPR tem mais 5 anos a partir da publicação desta lei para implantar a estrutura com 2.629m².

 

Segue o baile

A sessão da Câmara de Toledo também rejeitou por 14 x 3 parecer contrário da Comissão de Legislação e Redação ao Projeto de Lei nº 51, do vereador Marcos Zanetti, que proíbe a fixação de avisos ou impressão de bilhetes ou cupons, em estacionamentos públicos e privados, pagos ou gratuitos, com o objetivo de exonerar ou atenuar qualquer responsabilidade destes em relação ao consumidor. A decisão permite a retomada da apreciação da proposta, que havia recebido parecer jurídico pela sua ilegalidade, apontando vício de iniciativa. Agora a apreciação do PL 51 segue à Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos, integrada pelos vereadores Leandro Moura, presidente, Walmor Lodi, vice-presidente; Genivaldo Paes, secretário e membros Airton Savello e Leoclides Bisognin.

 

Coronavírus

Na próxima quarta-feira, 12 de agosto, a Frente Parlamentar do Coronavírus da Assembleia Legislativa do Paraná vai realizar mais uma reunião por videoconferência. A novidade será a presença da vice-diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mariângela Galvão, que vai tratar dos esforços da instituição para a produção de uma vacina segura e eficaz contra o Covid-19. A reunião começa às 9h30 e será transmitida pela TV Assembleia e pelas redes sociais da Casa de Leis.

 

Importância

O deputado Reichembach, que integra a Frente Parlamentar e que sugeriu ao coordenador Michele Caputo a presença de uma pessoa especializada no assunto para participar do debate, destaca a importância da reunião. “Estamos discutindo semanalmente as mudanças e novas perspectivas para a solução da pandemia, que ao meu ver está cada vez mais próxima em função das pesquisas avançadas para produzir uma vacina, e poder ouvir a vice-diretora da OMS nesse momento é um privilégio”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *