Coluna do Editor 11/08/2020

História

Quero agradecer ao companheiro Flávio Gotardo Coelho de Souza Furlan pelo presente: um livro sobre a história de seu pai, doutor Pedrinho Antonio Furlan, “O homem, a vida e o trabalho”. Uma edição muito especial – apenas 300 exemplares – que retrata um pouco sobre sua história, desde suas raízes gaúchas até a chegada a Toledo, a “Cidade do Coração”.

 

Resumo

E a frase da jornalista Maristela A. de Moraes resume bem a vida de doutor Pedrinho e o próprio livro: “As contribuições do dr. Pedrinho à sociedade toledana são incontáveis. Um guerreiro, que proporcionou muitas vitórias para a coletividade. Um exemplo de pessoa altruísta, que faz o bem não importa a quem”.

 

Aglomeração

No fim de semana, em duas rápidas idas ao Parque Ecológico Dia Paim Barth para auxiliar minhas esposa numa tarefa profissional, percebi o quão decisivo serão os próximos dias em relação ao coronavírus em Toledo. Isso em função da aglomeração de pessoas visível no local, especialmente jovens sem distanciamento ou então sem máscaras.

 

Acionado

Em Terra Roxa, o Ministério Público do Paraná ajuizou, por meio da Promotoria de Justiça da comarca, a sétima ação civil pública contra pessoas que descumpriram determinação de isolamento domiciliar relacionado à pandemia de coronavírus. Desta vez, o requerido é um homem de 46 anos cujo teste teve resultado positivo para a doença.

 

Termo

Sua enteada também está infectada, e assinou termo de consentimento livre e esclarecido comprometendo-se a manter o isolamento de toda a família até o dia 10 de agosto. Apesar disso, o homem foi visto em aglomerações, em descumprimento do termo de consentimento.

 

Multa

O MPPR requer na ação a concessão de medida liminar impondo ao requerido a obrigação de respeitar o isolamento domiciliar, sob pena de multa de R$ 4 mil. Na análise do mérito, pede também o pagamento de R$ 6 mil de compensação por danos sociais. Conforme o informe epidemiológico mais recente do Município, Terra Roxa tem 58 casos confirmados da doença.

 

Luto

Eduardo Luiz Teixeira da Silva, presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) de Foz do Iguaçu, morreu, na noite de domingo (9). Ele era uma das vítimas de um acidente com um parapente ocorrido no sábado.  Eduardo estava internado em estado grave no Hospital Municipal. Ele deixa esposa e duas filhas.

 

Fogo

Outro homem, que estava no parapente, também ficou ferido e está internado no Hospital Costa Cavalcanti, em Foz. Conforme os médicos, ele está estável. O parapente pegou fogo após cair em uma plantação de trigo. Ainda não é possível afirmar se isso ocorreu no ar e obrigou um pouso forçado ou se houve uma queda e o parapente pegou fogo na sequência.

 

Nova unidade

O grupo Muffato, que vai construir o Max Atacadista no Jardim Coopagro, está de olho numa área na região da Grande Pioneiro. Dentro dos próximos dias o negócio deverá ser concluído.

 

Bolão

Hoje apenas uma introdução ao assunto, ao qual pretendo retornar amanhã com mais calma e espaço: a diretoria do Yara Country Clube pretende derrubar a pista do bolão para construir uma nova academia de ginástica. Deve ser por falta de espaço na área do clube de aproximadamente 11 alqueires.

 

Irritação

A decisão provocou a ira de muitos associados, especialmente aqueles que ajudaram a construir uma das mais bem estruturadas pistas da modalidade em todo o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *