Coluna do Editor 15/05/2020

Remoção

A decisão pela troca de promotores em Toledo, com Sandres Sponholz deixando a 4ª Promotoria de Justiça indo para a 1ª, em lugar de José Júlio de Araújo Cleto Neto, foi tomada, em grande parte, para preservar a reputação do Ministério Público do Estado do Paraná. Ao menos é essa a interpretação do documento enviado pelos próprios promotores ao presidente do Conselho Superior, o procurador-geral Gilberto Giacoia.

 

Conveniente

No documento, os dois reforçam que a remoção “é conveniente ao serviço público”, em especial ao que se refere ao promotor Sandres Sponholz, tendo em vista a pré-candidatura de sua esposa, Simone, à Prefeitura de Toledo, conforme foi amplamente divulgada na cidade.

 

Suspeição

Os promotores ressaltam que, caso a troca não fosse efetuada, poderia haver “futuras arguições massivas de suspeição, notadamente por ocasião de eventual confirmação da candidatura eleitoral do cônjuge, em prejuízo à normalidade dos serviços da 4ª Promotoria de Justiça” e destacam ainda a experiência do doutor José Júlio e que o “exercício de novas funções” poderia ser benéfico, tanto ao próprio promotor quanto ao Ministério Público.

 

Melhor

Essa decisão tomada somente agora pelo Ministério Público é o que vinha sendo cobrado neste espaço desde o início dessa história da pré-candidatura – legítima – da esposa do promotor, afinal, qualquer decisão tomada seria imediatamente colocada sob suspeita.

 

Retomada

Em videoconferência com representantes do o grupo YPO (Young Presidents Organization), o governador Ratinho Júnior (PSD) reafirmou que prevê uma retomada mais forte da atividade econômica no Estado a partir de agosto depois do pico da Covid-19. Ele lembrou que o Paraná não instituiu quarentena e que manteve a indústria e o agronegócio entre as atividades essenciais, com reflexos positivos na economia.

 

Atuação

O funcionamento de setores produtivos, explicou ele, está sob toda a orientação sanitária da Secretaria de Estado da Saúde. O YPO está presente em 130 países e conta com 27 mil membros, com faturamento anual de US$ 9 bilhões. No Paraná são 62 empresários que empregam 19 mil pessoas.

 

Comida Boa

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Proteção à Família informa à população que, devido a problemas técnicos no sistema da Celepar, está havendo atraso na distribuição dos cartões Comida Boa. Municípios que já iniciaram a entrega estão enfrentando vários problemas por conta do congestionamento do sistema, mas a previsão é que a distribuição das 6.130 unidades para famílias de Toledo em situação de vulnerabilidade social comece a partir de segunda-feira (18). Os cartões são de R$ 50,00/mês.

 

Atendimento psicológico

As ações de prevenção e combate ao novo coronavírus estão presentes em todas as secretarias de governo do município em Toledo. Na Secretaria da Juventude, desde que as atividades dos centros da juventude (CJUs) foram interrompidas, devido as circunstâncias de isolamento, a equipe técnica juntamente com a equipe administrativa e gestão, passaram a desenvolver a implantação do atendimento psicológico online.

 

E agora?

A confirmação de um novo caso de coronavírus em Toledo, conforme informações oficiais no fim da tarde desta quinta-feira, apenas reforça a necessidade de se manter a firmeza nas ações de distanciamento social. Caso haja este relaxamento natural que vinha sendo observado na cidade nos últimos dias, as consequências podem não ser tão agradáveis assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *