Coluna do Editor 25/06/2020

Defesa

O prefeito Lucio de Marchi recebeu nesta quarta-feira (24) um documento em defesa do Decreto Nº 834/2020, assinado pelo Comitê de Resistência e Solidariedade de Toledo, organizado por várias entidades sindicais, populares, estudantis e diferentes movimentos sociais, criado no início da pandemia da Covid-19 com o objetivo canalizar ações de solidariedade às pessoas em situação de vulnerabilidade e, de contribuir no combate à Covid-19 mediante propostas de medidas emergenciais levadas às autoridades públicas de Toledo.

 

Lamenta

No documento o Comitê cita ter alertado sobre a necessidade de fechamento do comércio anteriormente e lamenta o número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus em Toledo

 

Fiscalização

“As medidas anunciadas no Decreto Nº 834/2020 tornam-se ainda mais necessárias, assim como uma rigorosa fiscalização para haja seu cumprimento efetivo. Estamos, portanto, em um cenário de agravamento da pandemia, no qual, segundo consta no portal da Prefeitura, Toledo tem o segundo pior índice do Estado (3.718)”, aponta ainda o manifesto desta entidades. E acrescenta em outro trecho: “A economia pode ser recuperada, as vidas, não!”.

 

Mais rigor

O Comitê de Resistência e Solidariedade sugere ainda ao prefeito Lucio de Marchi que, caso essas medidas não surtam o efeito necessário, que sejam efetivas outras medidas ainda mais rígidas.

 

Entidades

Assinam o documentos representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos do Ensino Superior do Oeste do Paraná (Sintoeste), Intersindical Toledo e Marechal Cândido Rondon – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora. Movimento Estudantil Unioeste de Toledo, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Sindicato dos Bancários, Associação Cultural Quilombo Tekoha, APP Núcleo Sindical, Sinttrotol, Sindicato dos Trabalhadores no Comércio, Sindicato dos Metalúrgicos, Sindicato da Saúde e Sindicato dos Docentes da Unioeste (Adunioeste).

 

Eleições

O Plenário do Senado Federal aprovou em dois turnos, em sessão remota na terça-feira (23), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 18/2020 que adia para 15 de novembro a data de realização do primeiro turno das Eleições Municipais de 2020. Pela proposta, o segundo turno das eleições ocorrerá no dia 29 de novembro.

 

Na Câmara

A PEC segue agora para análise da Câmara dos Deputados, também em dois turnos de votação. Na sessão, o Senado aprovou o texto substitutivo apresentado pelo relator da matéria, senador Weverton Rocha (PDT-MA), ao conteúdo original da PEC nº 18, proposto por um grupo de senadores.

 

Alertas

O debate sobre a prorrogação das eleições surgiu a partir de alertas feitos por médicos e cientistas ouvidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a necessidade de se adiar o pleito, inicialmente previsto para 4 de outubro, devido à pandemia da Covid-19.

 

Perguntas

A Prefeitura de Toledo começou a enviar artes com respostas a perguntas frequentes sobre o novo coronavírus (Covid-19). O material é bem sucinto e a primeira foi sobre o uso da cloroquina. De acordo com a Prefeitura, foi solicitado o medicamento à Secretaria Estadual da Saúde e está sendo disponibilizado na Farmácia Escola, com base na legislação vigente e também de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde.

 

Vontade

Lembrando que o uso da cloroquina depende da receita do médico e a vontade declarada do paciente.

 

Procon

Diante do decreto nº 835 o órgão de Proteção e Defesa ao Consumidor (Procon) de Toledo mudou o horário de atendimento ao público, agora das 8h30 às 16 horas até o fim deste mês. O atendimento não acontece em sua capacidade total. A orientação é sempre que possível o consumidor utilize as plataformas digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *