Coluna do Editor 30/09/2020

Mudas

O amigo Gilmar, que tem uma loja de veículos na Avenida Maripá, quase na rotatória com a 1º de Maio, mandou fotos sobre as mudas plantadas pela Secretaria de Desenvolvimento Ambiental ao longo da avenida. Por causa da seca a maioria secou. Uma pena!

 

Fogo

Ainda no campo do meio ambiente, alguns críticos que aparecem apenas nesta época – mudando de lado ao sabor dos ventos e de quatro em quatro anos – publicaram alguns posts na ‘terra de ninguém’ chamada redes sociais criticando o descaso em relação ao fogo no material do Aterro Sanitário há cerca de duas semanas.

 

Resposta

A resposta veio à altura de quem esteve na linha de frente combatendo o fogo que, misteriosamente, começou de novo em outros pontos.

 

Recorde

O número exato de candidatos que vão disputar vagas de prefeito, vice-prefeito e vereador ainda nem foi fechado pela Justiça Eleitoral, mas já é o a maior desde 2000, quando a votação no país foi 100% eletrônica pela primeira vez. Até as 15 horas desta segunda-feira (28), o portal lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com essas informações, já registrava 545.036 solicitações. O recorde anterior havia sido em 2016, com 496.887 candidatos.

 

Coligações

O fim das coligações para as eleições proporcionais, aprovado pelo Congresso Nacional em 2017, que será aplicada pela primeira vez nas eleições deste ano, é a responsável pelo aumento. A mudança na regra fez com que um candidato que queira disputar como vereador, só possa participar do pleito na chapa única do partido ao qual ele é filiado. Antes, uma chapa tinha candidatos de partidos distintos.

 

Mais gente

Para aumentar as chances de voto e conseguir cadeiras nas Câmaras Municipais, as legendas estão lançando mais candidatos. É que em uma eleição proporcional, como é para vereador, as vagas são do partido e não do candidato. Na prática, ao votar para em um nome para esse cargo, o eleitor na verdade está escolhendo um integrante daquela legenda. O cálculo de quem vai ocupar a cadeira é feito em cima do quociente eleitoral. Com base nesse cálculo é que cada partido saberá quantos votos serão necessários para conquistar uma vaga. Em Toledo, por exemplo, este índice deverá ficar entre 3.500 a 3.800 votos.

 

Data

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o calendário eleitoral foi alterado por uma emenda constitucional aprovada pelo Congresso. Em Toledo a eleição será no dia 15 de novembro, data do primeiro turno. Como aqui não tem segundo turno, dia 16 muitas coisas serão reveladas.

 

Sorteio

Ainda no campo das eleições municipais, a diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) está enviando correspondência a todos os candidatos a prefeito para o sorteio do encontro tradicionalmente realizado pela entidade. Este sorteio será nesta quarta-feira (30), às 14 horas.

 

Individuais

Os encontros, de acordo com a Acit, serão individuais nos dias 6, 8, 13, 15, 20, 22 e 27 de outubro, com duração de 45 minutos. Em função das regras de distanciamento e demais normas sanitárias em função da Covid-19, os encontros serão retransmitidos pelas plataformas digitais da Acit.

 

Não segura

Diante das cenas nos últimos fins de semana nos parques e praças em Toledo a conclusão é uma só: ninguém segura mais o povo em casa! Com temperaturas altas a galera tem saído cada vez mais e a Covid…

 

Nova estratégia

Talvez seja hora da Prefeitura de Toledo adotar uma nova estratégia de orientação, pois o Fique em Casa quase ninguém respeita mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *