Acorda povo!

Passa dia e mais dia e cada vez mais fica difícil entender a ação dos seres humanos. Antes da pandemia, já não era fácil entender qual a razão para os pais e responsáveis não levarem seus filhos até o posto de saúde fazer as vacinas disponíveis no calendário de vacinação do Sistema Único de Saúde e que são gratuitas. Levar os filhos é difícil? Ir até lá é o problema? Ou reclamar é o que vale? Pois pra reclamar que a saúde não está bem, que o atendimento demora, que isso ou aquilo, todos sabem, mas na hora de fazer a sua parte para evitar que a criança precise usar o sistema de saúde com as doenças que existe vacina para evitar problemas aí não dá. Achar culpados é mais fácil que fazer o que te compete.

Em plena pandemia, onde se implora a Deus para que haja logo a vacina contra o Covid-19 abriria um portal na cabeça dessas pessoas dá importância de então levarem seus filhos para vacinar contra as doenças que já tem vacina e reforçamos, é gratuita. Abriria? Não, infelizmente não. O Governo está fazendo uma grande campanha nacional para atualização das carteiras de vacina das crianças e o que acontece? Não consegue chegar na meta de vacinação estipulada que é 95%. E reforçamos mais um detalhe aqui: o governo está fazendo sua parte em dar a vacina e cabe aos responsáveis levar seus filhos até os locais de vacinação.

Já ouvimos as desculpas clássicas que por conta da pandemia, não pode ter aglomeração e sair de casa por isso não levou. E para aqueles que estão com a carteirinha toda atrasada, não levou antes da pandemia por que? Ah, mas ir no mercado cheio de gente pode ir com o filho junto!!! Ah… ir na casa da avó tomar chimarrão com as vizinhas e deixar brincar com os filhos delas pode também. Mas vacinar não pode, tem muita gente.

E tem, pra “ajudar” as fake news. Gente que ainda acredita, diante a tanto que se prova que as vacinas são eficientes, mas prefere ser do contra e acreditar na mensagem escrita por um ser que nem se sabe quem é dizendo um monte de mentiras na mensagem a toa do aplicativo.  Ah, mas reclamar da saúde pode. E ser maduro também, pois é isso que se exige de uma pessoa maior de 18 anos e que colocou filhos no mundo. O mínimo de maturidade.

Portanto vamos lá, levanta, pega seu filho e leva no posto fazer as vacinas. É o mínimo que você pode fazer por quem ainda não pode reclamar seus direitos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *