Aprendendo a ensinar

E foi dessa forma que o (a) professor (a) teve que enfrentar o ano letivo de 2020: aprendendo a ensinar.

O conteúdo o professor (a) já sabe, mas e passar esse conteúdo de uma forma toda diferente, online, sem sentir o aluno (a), ver a carinha deles, perceber o que está ou não sendo realmente aprendido? Bom, aí está outro desafio para esses gigantes profissionais que deram a volta por cima e em poucos dias revolucionaram a forma de ensinar.

O dia de hoje é dia de homenagens, dia de lembranças boas para aqueles que já deixaram a escola, afinal quem não se recorda de pelo menos uma professora ou professor que fez a diferença em sua vida?

Em todos os anos, essa data especial merece palavras carinhosas e neste ano, movido a grandes desafios, mais do que nunca esses profissionais devem ser aplaudidos de pé, com muitos aplausos.

Aprendem tanto e ensinam tanto. A paciência e a dedicação com certeza são as maiores virtudes de um professor (a) durante a pandemia, pois tiveram que aprender rapidamente como fazer com que seus alunos prestassem atenção em suas aulas através de telinhas, dedicam-se todos os dias pra trazer o conteúdo de forma única e atrativa, estão disponíveis quase 24 horas para tirar as dúvidas dos estudantes e tem muita paciência com os “Fulano, abre a câmera, Ciclano fecha o áudio, cadê o Beltrano?”

Queridos professores (as), o JORNAL DO OESTE gostaria de ter espaço suficiente para trazer todas as suas histórias e entrevistamos alguns profissionais para tentar retratar um pouquinho dessa realidade de todos vocês. Sintam-se homenageados. Nossa equipe admira seu trabalho, sua dedicação, seu amor por ensinar. Somo gratos aos nossos professores e a todos os profissionais que engrandecem essa profissão!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *