Aprovação

Os números da Paraná Pesquisa mostrando a taxa de aprovação do governador Carlos Massa Ratinho Junior e do presidente Jair Bolsonaro demonstram o humor do paranaense em relação à crise provocada pela Covid-19 e como os dois líderes estão se comportando. A pesquisa, realizada em 162 dos 399 municípios do Paraná, indica que 57,9% dos entrevistados aprovam o governo do presidente Jair Bolsonaro e 74,4% o de Ratinho Junior. Ainda segundo a pesquisa, a desaprovação de Bolsonaro é de 38,5% e 3,6% não opinaram ou não responderam.

O Paraná Pesquisa também divulgou que 67,6% aprovam a atuação de Ratinho Júnior no combate ao coronavírus. A desaprovação é de 20,4% e 5,4% não sabem. A sondagem da Paraná Pesquisa foi realizada durante os dias 8 e 10 de junho e a margem de erro é de 3% para mais ou para menos. Foram ouvidos 1.512 paranaenses maiores de 16 anos.

Evidente que a questão dessa pandemia pesou demais na resposta dos paranaenses, entretanto, são reflexos também de outras ações realizadas ao longo deste um ano e meio de governos e demonstra que o cidadão consciente percebe claramente que, no combate à pandemia, é necessário pulso firme e decisões coordenadas, por mais doloridas que sejam. No Paraná, por exemplo, o governador determinou a quarentena em oito Regionais de Saúde e tem seguido à risca o protocolo determinado pela Secretaria de Estado da Saúde, enquanto no âmbito nacional o presidente chamou uma das piores doenças da história da humanidade de ‘gripezinha’, desrespeitou ministros sem o menor constrangimento e até agora, não fosse o auxílio emergencial, certamente nenhuma medida mais efetiva teria sido tomada para auxiliar os mais necessitados.

No Paraná, por mais que os municípios busquem autonomia, há decisões difíceis sendo tomadas pelo ‘comandante maior’. Analisar se são certas ou erradas é outra questão, porém, o governador tem sido coerente no que prega e demonstra. Não se trata de uma crítica ao presidente ou à sua posição política e ideológica, mas sim à posição de líder, de estadista que, infelizmente, o presidente parece ainda não ter aprendido nada ou muito pouco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *