Árvores e calçadas

0 57

Na quarta e quinta-feira (28 e 29), o Centro de Eventos Ismael Sperafico receberá o VI Encontro Regional Sul de Arborização Urbana com o tema sobre Arborização Urbana e suas Interfaces: Caminhos para uma Cidade Resiliente. De acordo com a organização os eixos temáticos serão a Arborização Urbana e seu Marco Regulatório; a interface Socioambiental da Arborização e Inovação e Tecnologia na Gestão da Arborização. Mais que as discussões, o principal serão as decisões práticas do encontro que impactam de maneira muito decisiva todas as cidades.

Aliás, essa discussão não é de hoje. Há tempos que se debate qual árvore usar. Mas agora se discute também aonde usar. E esse talvez seja o ponto nevrálgico de um debate onde parece não haver certo ou errado, pois cada cidade tem peculiaridades que levam a projetos personalizados. A mesma arborização de Curitiba se aplica a Londrina? E de Maringá à de Paranaguá? E Toledo e Cascavel podem ter a mesma opção de arborização?

Parte dessa discussão poderia ser facilitada com uma decisão adotada em outros países: utilizar o subterrâneo para cabeamento. Mas no país tropical os fios seguem livres, leves e soltos. Ainda mais nos centros urbanos como Toledo. Não são poucos os pontos espalhados pela cidade com fios se sobrepondo, num emaranhado da incompetência e que criam perigos a quem circula pelos espaços urbanos.

É difícil mudar a cultura do ‘penduricalho’? Sim, é bastante difícil! É mais caro usar opções subterrâneas? Sem dúvida! Todavia, é urgente haver uma mudança pensando não no agora, mas num futuro onde as altas temperaturas tendem a ser uma regra mais duradoura e, numa cidade como Toledo, onde o calor é uma marca durante boa parte do ano, é imperativo manter uma cobertura de árvores na área urbana capaz de absorver esse calor e oferecer aos seus cidadãos certo conforto térmico.

O Encontro Regional Sul de Arborização Urbana deverá reunir em Toledo especialistas de vários pontos do país e quem sabe não seja uma oportunidade para não apenas discutir, mas de colocar em prática projetos que possam melhorar essa relação entre as árvores e as calçadas, hoje uma relação conturbada e cheia de idas e vindas. Calçadas são importantes, mas árvores são fundamentais.

Deixe um comentário