Até as eleições…

Antes de falar sobre o dia 15 de novembro, é preciso voltar ao tempo; a conversa começa em 31 de dezembro de 2019. Uma data comemorada por muitas pessoas. Para outras, um momento de reflexão; um momento para avaliar as conquistas, as derrotas ou os caminhos percorridos ao longo do ano. Ainda existem aquelas que encerram um ciclo e começam a atrair boas energias para o ano que se inicia. Acontece que 2020 surpreendeu à todos. Acredito que até quem é mais positivo se abateu conforme foram passando os dias e os meses. A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) surpreendeu o povo. Ela proporcionou muitos momentos de reflexões e a esperança passou a fazer parte da vida de cada cidadão. Dias difíceis, dias de angústia e dias tristes foram vividos. Quem não chorou em 2020? O fato é que os casos registrados foram diminuindo e a vida retornando a uma nova normalidade. Até que chegou outubro. O mês da Padroeira do Brasil para os católicos. Quem, normalmente, adora esse mês é a criançada. Programações são realizadas nas escolas, com as famílias e os amigos. Em 2020, nada disso foi possível. Outubro terá uma nova marca a partir deste ano: iniciou-se a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão para o primeiro turno. Foram dias intensos. Dias em que os candidatos apresentaram as suas propostas, ações ou estratégias para Toledo. Como nem todo o pleito é tranquilo, alfinetas entre os candidatos também aconteceram. Assim, a população chega em 15 de novembro. Os eleitores de Toledo, como de todo o Brasil, estão convidados a escolherem os seus representantes. Uma escolha que precisa de análise. Sim, é preciso pensar em quem votar, em quem poderá melhorar a Educação, a Saúde, o Esporte, o Lazer, a Segurança, enfim. Votar com consciência, pois o seu voto fará a diferença no futuro. Serão dias melhores em 2021 ou não! Alguém consegue ter garantia de algo?

E a pandemia? Ah, ela vai bem, obrigada. O novo coronavírus continua em Toledo, no Estado, no Brasil e no Mundo. Pessoas ainda estão doentes e outras, infelizmente, perderam a batalha para a Covid-19. Por isso, cidadão use máscara, lave as mãos com frequência (se possível), utilize álcool em gel, mantenha distanciamento social, evite contato com pessoas do grupo de risco, entre outras medidas já citadas diversas vezes por autoridades, pela imprensa, pelo amigo, pelo vizinho, pela família e por aí vai. O objetivo é chegar em 31 de dezembro de 2020 e mais uma vez lembrar das conquistas e refletir como será o próximo ano. Sempre é bom repetir: Vote consciente! Use máscara! Se beber, não dirija!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *