Democracia x famílias

A parceria com a família é uma ponte para a relação entre escola e comunidade. Em 2020, essa relação está mais evidente, devido a pandemia do novo coronavírus. Os laços entre pais e professores, assim como todos os servidores, estreitaram-se ainda mais ou isso deveria ter ocorrido. Nos últimos dias, essa parceria com a família está mais evidente e com ela a importância de exercer a cidadania e a democracia. Isso porquê o governador do Estado do Paraná Carlos Massa Ratinho Junior anunciou, na última segunda-feira (26), o programa de colégios cívico-militares.

Ao todo será implementado em 215 colégios estaduais do Paraná de 117 municípios a partir do próximo ano. Em Toledo, três colégios foram indicados para o programa: Colégio Estadual Antonio José Reis, no Jardim Belo Horizonte; Colégio Estadual Novo Horizonte, no Jardim Coopagro; Colégio Estadual Jardim Maracanã, no bairro Maracanã. O que isso tem haver com as famílias e a democracia? A resposta é: tudo. A implantação deste programa está sob consulta pública e é a comunidade escolar a responsável por essa escolha. O referendo iniciou na última terça-feira e segue até esta quarta-feira. Caberá aos familiares e todos os participantes da comunidade escolar a dizerem sim ou não a este modelo de ensino na escola em questão.

O ano de 2020 está sendo atípico. No entanto, ele é um ano de aprendizagem. Um ano em que convidou muitos pais para estarem mais envolvidos com as ações das escolas; um ano em que os pais tentaram ser professores e passaram a auxiliar os seus filhos no ensino; um ano em que os pais escolhem o modelo de ensino mais apropriado para o seu filho e um ano em que os pais escolhem o diretor para administrar a escola na rede municipal.

Em 2020, também está prevista as eleições municipais para diretores. O pleito acontecerá no próximo mês e, mais uma vez, a comunidade escolar está convidada para exercer a democracia.

A voz aos pais, aos professores e aos servidores está sendo dada pelas autoridades tanto do Município quanto do Estado. Agora, cabe a cada cidadão refletir, analisar e, principalmente, participar quando solicitado. Reclamar ou criticar é fácil. E participar e defender o seu posicionamento como é chamado? Somente com a participação é possível defender ideias, sugerir novos projetos, construir propostas e, sobretudo, tornar o local em que vive ou convive um ambiente melhor e com mais qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *