O leite nosso de cada dia

Nesta quinta-feira (4) produtores de leite de Toledo realizaram um protesto, uma carreata pelas principais ruas e avenidas da cidade. Os produtores também entregaram de derivados de leite e outros alimentos na APA-Lar dos Idosos, como forma de mostrar a – dura – realidade de um setor que tem evoluído muito em Toledo nos últimos anos, entretanto, que também tem sofrido diante de preços cada vez menores pagos ao produtor. É um processo semelhante ao enfrentado pela suinocultura e em ambas a dificuldade é porque a mão de obra empregada é basicamente de pequenos produtores.

Por ser um setor onde o produto final é extremamente suscetível à questão do tempo, e aqui o tempo é a rapidez em vender a produção para que esta não estrague por completo, a pandemia azedou de vez a frágil economia da bacia leiteira, a ponto de muitos pequenos produtores se desfazerem do plantel inteiro de vacas para evitar prejuízos ainda maiores.

A venda de algumas matrizes para o setor de carnes foi a alternativa encontrada para poder sobreviver nos próximos meses, diante das dificuldades que acentuaram ainda mais a crise vivida pela cadeia leiteira desde o começo da pandemia do novo coronavírus. Hoje, em geral, o preço pago pelos laticínios pelo litro do leite não cobre sequer os custos de produção. Parte da culpa é pela queda repentina na venda principalmente dos derivados, como o queijo, em função da menor demanda de bares, lanchonetes e restaurantes.

A situação é comum entre os mais de 1,2 milhão de pecuaristas de leite brasileiros. Após os preços do produto reagirem no primeiro trimestre do ano, embora os custos de produção também tenham subido, o setor convive agora com um forte recuo na cotação do leite.

Nos últimos dias, nas redes sociais, foi lançado o Desafio do Leite, uma tentativa de chamar a atenção da sociedade para um problema que vinha se arrastando, mas que agora precisa ser encarado com maior responsabilidade diante da situação crítica da esmagadora maioria dos produtores que contam migalhas para tentar manter o leite nosso de cada dia sendo servido com a qualidade exigida. E necessária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *