Mauro Picini Moda e Estilo 12/05/2020

Guto Köech emociona em campanha para falar de fé na quarentena

O empresário, que iniciou sua carreira em Curitiba, lança o movimento “Vamos falar de fé?”, atingindo não Brasil, mas também países como Estados Unidos, México, Irlanda, Austrália e Japão

Augusto Köech

“Diante toda essa turbulência que o mundo vem passando, certamente é uma época de muita reflexão. Por isso, nós da Guto Köech, fazemos um convite a todos vocês: vamos falar de fé?”. Este foi um trecho da mensagem em vídeo que deu o pontapé inicial a um lindo e emocionante movimento de fé, amor, positividade e esperança que atingiu não só o Brasil, mas também países como Estados Unidos, México, Austrália, Irlanda e até mesmo o Japão. Idealizada pelo empresário Augusto Köech e sua mãe e sócia Mari, a campanha foi lançada nas redes sociais da marca (@gutokoech) encabeçada pela dupla no final de março e, desde então, vem compartilhando diversos pontos de vista sobre lições e aprendizados em tempos de isolamento.

“Quando a crise começou, não pensamos somente com a cabeça para traçar estratégias de  venda em um momento tão singular da Economia, mas também com o coração, com o objetivo de engajar pessoas e levar o máximo de mensagens positivas, em qualquer lugar do mundo”, explica Augusto. “Gratidão, solitude, amor ao próximo, solidariedade, autoconhecimento, espiritualidade, reflexão, renovação e valorização da família, da natureza e do tempo, estão entre as principais lições que recebemos”, acrescenta o empresário. Vale lembrar que Augusto, que hoje reside em São Paulo, criou sua marca em Curitiba, há 6 anos, e se mudou para a capital paulista como o objetivo de alcançar voos maiores em seus projetos.

Augusto Köech, Sócio-Fundador da Guto Kôech, em trecho do vídeo postado nas redes sociais
Alguns do participantes da campanha tanto do Brasil, quanto do exterior
Alguns do participantes da campanha tanto do Brasil, quanto do exterior (opção 1)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *