Mauro Picini Sociedade + Saúde 17/06/2020

Ginecologista de Foz do Iguaçu alcança 1 milhão de inscritos no Youtube! 

O feito tão grandioso, foi alcançado pela ginecologista e obstetra Dra Laura Lúcia Martins neste mês, após 3 anos e meio da criação do canal SAÚDE DA MULHER COM DRA LAURA LÚCIA destinado a descomplicar os assuntos sobre a saúde feminina.
“Quando subi o primeiro vídeo, em setembro de 2016, eu tinha 12 inscritos e depois de um mês, 50”, lembra a doutora.  
Ela atribui o sucesso a não ter desistido e se dedicado a fazer vídeos mais preocupada com o conteúdo relevante e linguagem acessível.  “Nesse tempo todo, tive a constância de vídeos semanais. Os inscritos se acostumaram com a frequência e passaram a acompanhar mais de perto meu trabalho. Aos poucos, fui aprendendo e me acostumando a gravar com mais naturalidade e o retorno da minha audiência, me mostrou o que elas mais gostam de saber.”  
Os prêmios para os criadores de conteúdo que atingem marcos em seus canais, são placas comemorativas. A ginecologista que ganhou a placa de prata pelo feito de 100 mil inscritos, em novembro e 2017, já está com a sua placa dourada de 70cm a caminho. 
“Estou bem feliz em poder estender as paredes do meu consultório sem limites e sem fronteiras e poder ajudar mais mulheres a descomplicar os assuntos sobre seu próprio corpo e incentivar a prevenção.”

 

Meditação: como as crianças e adolescentes podem praticar
Incluir a atividade na rotina com a família pode contribuir durante o período de isolamento social

No momento de prevenção e cuidados com a proliferação do novo Coronavírus (Covid-19), muitos pais e responsáveis estão com os filhos em casa. O período pede a organização da rotina e dos momentos de lazer em família. A meditação pode ser uma aliada de toda família nesses dias, pois contribui com o aprendizado, foco e atenção, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas você já parou para pensar que a meditação pode ser uma atividade para o momento? E que também pode ser feita por crianças e adolescentes?
A prática da meditação auxilia o desenvolvimento socioemocional e contribui no processo de aprendizagem. Para o psicólogo do Marista Escolas Sociais, Pedro Braga Carneiro, a atividade pode ajudar os estudantes neste momento. “Com tantos estímulos à nossa volta, uma pausa na rotina, um momento de tranquilidade e o silêncio podem ser necessários para que a criança e o adolescente procurem entender esse período pelo qual passamos”, revela.

Atividade já é utilizada nas escolas
O aumento do foco e da capacidade de concentração é um dos motivos que fizeram essa prática ser adotada no Marista Escola Social Ecológica, que atende gratuitamente crianças e adolescentes, em Almirante Tamandaré, no Paraná. Duas vezes por semana, os alunos realizam atividades de leitura, foco e silêncio. “Contribuiu muito para a capacidade de concentração e de entrega dos alunos nas atividades diárias, muitos contam que ensinam as técnicas aos familiares em casa”, explica a diretora da Escola Social, Gillys da Silva.
Nos próximos dias de isolamento social, a prática da meditação pode ser inserida no cotidiano em família, com os adultos, crianças e adolescentes. “Quanto mais se utilizam dessas ferramentas, estarão adquirindo novas formas de expressão para quando tudo isso passar, além de gerenciar as emoções e aumentar a motivação pertinentes a cada faixa etária”, reforça Carneiro.
Para meditar em família, o psicólogo dá dicas de como realizar a atividade em casa

1) Organize um horário
Inclua na rotina e separe um momento antes de realizar as atividades escolares, ou os momentos de lazer por exemplo.

2) Vá aos poucos
É importante respeitar o tempo da criança, no início comece com poucos minutos, e vá aumentando conforme o hábito for ganhando força. A meditação não deve ser uma imposição, mas sim uma atividade confortável. Os adolescentes podem fazer perguntas antes mesmo de começar, é importante responder com cuidado todas as suas dúvidas.

3) Respiração
Ao fechar os olhos em um ambiente confortável, ensine as crianças a perceberem sua respiração e explique como ela é importante para a nossa qualidade de vida  

4)  Silêncio
No começo pode ser desconfortável, e por isso respeitar os limites das crianças  e adolescentes, é importante. Mostrar que ficar em silêncio pode contribuir para que ela estude, brinque e corra com mais tranquilidade ao longo do dia.
5)  Partilhe
Depois da meditação, é importante conversar, tirar as dúvidas e perguntar como eles se sentiram, sempre incentivando para a prática no próximo dia. 

Marista Escolas Sociais
Marista Escolas Sociais atende gratuitamente 7700 crianças, adolescentes e jovens por meio de 20 Escolas Sociais, localizadas em cidades de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Os alunos atendidos nas Escolas Sociais têm acesso a uma educação de qualidade e gratuita que vai desde a educação infantil até o ensino médio, além de projetos educacionais e pedagógicos que acontecem no período contrário às aulas. https://maristaescolassociais.org.br/ 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *