Alunos da Escola Antônio Scain combatem a dengue com ações educativas

0 222

Ensinar as crianças, desde cedo e com abordagens apropriadas para cada faixa etária, maneiras de prevenir o desenvolvimento do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e de outras doenças é evitar que novas epidemias ocorram no futuro.

Em Toledo, as equipes das escolas promovem atividades especiais com os alunos para ensinar, de forma lúdica, questões relacionadas à dengue. Um dos locais de ensino é a Escola Municipal Antônio Scain.

Apresentações de vídeos e ilustrações sobre a temática, promover a vistoria da escola, explanar sobre a doença e as maneiras de prevenção e inúmeras outras ações são promovidas na escola.

Conforme a professora responsável por abordar a temática Tatiani Perondi dos Reis, as crianças aprendem sobre a importância do combate ao mosquito e se tornam multiplicadoras do aprendizado com outros amigos e familiares.

Tatiani conta que a comunidade escolar participa do projeto “Crianças contra o Aedes: Pequenos Heróis na Luta contra o Mosquito”, uma parceria entre o Programa Agente Mirim e os bombeiros de Toledo.

ARMADILHA

“Nós criamos uma armadilha para capturar o mosquito da dengue. Ela foi criada com garrafa pet de dois litros e demais materiais. Durante as aulas, eu expliquei a metodologia do trabalho e todos os alunos ficaram atentos”, pontua a responsável pelas ações.

Após o trabalho de montagem da armadilha e de distribuir cada uma pela escola, os alunos as monitoram. “Eles ficam ansiosos esperando a sexta-feira, pois é o dia que realizamos as atividades da dengue. Enquanto isso, durante o intervalo do recreio, os estudantes vão até as armadilhas observarem se tem a larva do mosquito”, comenta a professora.

Ela complementa que os alunos possuem autonomia em realizar esse monitoramento. “Não tem a necessidade de fazer esse pedido para eles, pois estão preocupados com a dengue”.

AÇÕES

O projeto é desenvolvido com todas as turmas da Escola. A professora explica que planejou uma atividade para ser realizada com cada turma.

Tatiani exemplifica que para as turmas do Infantil 4 e 5 serão realizadas atividades lúdicas com estimulação visual sobre a prevenção da dengue. Nas turmas do primeiro ano, os estudantes produzirão uma Paródia da Dengue e ela será cantada com o auxílio do violão. vamos cantar com o auxílio do violão. O segundo ano está responsável pela produção de um repelente natural, com folhas de citronela. O terceiro ano plantará mudas de crotalária no pátio da escola. A planta atrai as libélulas que se alimentam das larvas do Aedes aegypti.

O quarto ano fez a armadilha para o mosquito e os estudantes do quinto ano estão responsáveis pela vistoria em suas residências e procurando possíveis focos da dengue. “Eu sou professora regente do quarto ano. Mas, estou aplicando as ações em todas as turmas”, menciona Tatiani.

DISPOSIÇÃO

O que mais chama a atenção nas crianças é a curiosidade e a disposição de cada uma em realizar as atividades. “Elas sentem interesse, pois percebem que a dengue se tornou um grande problema em Toledo, como no País. Os estudantes interagem muito. Além disso, eles são participativos e criativos. Me surpreendo com eles a cada dia”, pondera a professora.

Conforme Tatiani, essas atividades são fundamentais para a aprendizagem social e educacional dos alunos. “Observo que cada criança leva para casa a preocupação com a doença e, certamente, essa residência estará livre da dengue, porque apesar de serem pequenos já fazem a diferença”.

Na oportunidade, a professora relata que como a escola participa do projeto “Crianças contra o Aedes: Pequenos Heróis na Luta contra o Mosquito”. Com isso, a escola precisa fazer uma postagem no Instagram (um vídeo e dez fotos). Os posts com maior número de compartilhamentos, os estudantes ganham a visita técnica do Corpo de Bombeiros.

“As postagens e compartilhamentos para esse certame iniciarão às 8h do dia determinado e encerradas sete dias após, exatamente às 17h. Uma nova postagem inicia hoje (13) e segue até o dia 20 de junho”, destaca a professora ao solicitar que quem puder curtir e compartilhar o post é muito importante para toda a comunidade escolar.

Da Redação

TOLEDO

Deixe um comentário