Número 1 do mundo, Barty derrota americana na estreia e avança em Roland Garros

A estreia de Ashleigh Barty, atual número 1 do mundo, em Roland Garros, Grand Slam disputado em Paris, foi mais sofrida do que o esperado. A tenista australiana não se mostrou 100% fisicamente contra a americana Bernarda Pera e teve muito trabalho para ganhar por 2 sets a 1 – com parciais de 6/4, 3/6 e 6/2, após 1 hora e 55 minutos de confronto.

Depois de abandonar o WTA 1000 de Roma, na Itália, há cerca de duas semanas, por causa de um problema no braço direito, desta vez a lombar foi o que pareceu incomodar Barty em quadra, que começou bem e venceu o primeiro set com firmeza, mas a partir do segundo baixou o nível de tênis, levou uma quebra logo de cara, viu Pera abrir 3/0 e então não conseguiu reagir.

O duelo foi para o terceiro e decisivo set, no qual teve um desempenho um pouco melhor. Após salvar dois break-points no terceiro game, a líder do ranking da WTA deslanchou contra Pera, a número 70 do mundo, no final e anotou duas quebras consecutivas, uma no sexto e outra no oitavo e último, garantindo assim a vaga na segunda rodada.

Em Roland Garros, Barty defende dois mil pontos no torneio, pelo título conquistado em 2019, mas não tem a sua liderança do ranking ameaçada após a desistência da japonesa Naomi Osaka, que ocupa a segunda colocação da lista da WTA.

Também nesta terça-feira, a ucraniana Elina Svitolina, cabeça de chave 5, fez sua estreia e não sofreu tanto quanto Barty. Ela abriu campanha contra a convidada local Oceane Babel e venceu em sets diretos, passando com tranquilidade no primeiro e um pouco mais de aperto no segundo antes de fechar com as parciais de 6/2 e 7/5.

A próxima adversária de Svitolina na competição será a americana Ann Li, que arrasou na estreia e gastou somente 47 minutos para despachar a russa Margarita Gasparyan, marcando parciais de 6/0 e 6/1. Será a primeira vez que a ucraniana enfrentará a atual 75 do mundo.

Outra que não teve grande sofrimento para vencer a primeira em Roland Garros foi a grega Maria Sakkari, que precisou de 1 hora e 29 minutos para superar a quali ucraniana Katarina Zavatska em sets diretos, com o placar final de 6/4 e 6/1. Na próxima rodada, a 18.ª pré-classificada medirá forças com a italiana Jasmine Paolini, que bateu a quali suíça Stephanie Voegele por 7/5 e 6/1.

Também avançaram nesta terça-feira a americana Jennifer Brady (cabeça de chave número 13), a tunisiana Ons Jabeur (25), a australiana Astra Sharma, a francesa Fiona Ferro e a checa Barbora Krejcikova.