Guarda Municipal realiza treinamento para capacitação

0 304

Na última sexta-feira (2), a Guarda Municipal de Toledo concluiu um treinamento de capacitação dos agentes que trabalharão em escolas, CMEIs e postos de segurança da Prefeitura, Aeroporto, Casa de Passagem e Pátio de Veículos de Toledo.

De acordo com o secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, major Christian Guilherme Goldoni, “a Instrução teve a intenção de nivelar conhecimentos, relembrando aos guardas municipais as doutrinas ensinadas no curso de formação que passaram recentemente”, disse o comandante, lembrando que há um convênio entre a Secretaria de Estado da Segurança Pública do Estado do Paraná, Polícia Militar (19° BPM) e Polícia Federal. “Este é o início das instruções que serão agora ministradas de forma híbrida, com ensino a distância e presencial”, completou o major Goldoni.

Serão ao todo 86 horas/aula aos guardas municipais, que ainda trabalham desarmados e 80h aos que possuem porte de arma de fogo. Ainda de acordo com o secretário, haverá o último curso de formação, em convênio com a Polícia Militar, com duração de 500 horas/aula e mais uma turma de 20 alunos no curso de Armamento e Tiro. “Assim, a Guarda Municipal de Toledo possuirá, em breve, pelo menos 100 agentes aptos a portarem armas de fogo”, acrescentou o secretário.

O curso teve como instrutores o major Goldoni, que falou sobre o policiamento e em escolas e postos destacados; o diretor de Segurança GM Souza, que comentou sobre a postura e comportamento profissional no local de trabalho; o diretor de Trânsito GM Padilha, sobre a atuação dos guardas municipais no controle de trânsito no entorno das escolas e postos destacados.

Ainda no curso o coordenador de Recursos Humanos, o supervisor Artur Pedro Elger deu orientações e prestou esclarecimentos sobre o sistema de RH; o corregedor, supervisor Hélio de Jesus Santana, falou sobre a atuação da corregedoria e legislação vigente da Guarda Municipal; e ainda o GM Jardel, da Patrulha Maria da Penha, comentou sobre a utilização do aplicativo 153  Cidadão, o uso do botão do pânico e ainda a vigilância monitorada por alarmes e câmeras.

Da Redação

TOLEDO

Deixe um comentário