Mutirão de emprego ofertará 1,9 mil vagas para pessoas acima de 60 anos na segunda-feira

0 201

No Mês da Atenção à Pessoa Idosa, o Governo do Paraná, por meio da Secretaria do Trabalho, Qualificação e Renda (SETR), promove nesta segunda-feira (02) ações de empregabilidade em toda rede Sine estadual com vagas exclusivas para pessoas com 60 anos ou mais. Ao todo, serão ofertadas 1.943 oportunidades de trabalho para esta faixa etária.

Agências do Trabalhador e postos avançados de atendimento em todo o Estado terão ações voltadas para trabalhadores com idade igual ou superior a 60 anos em referência ao Dia Nacional e Internacional da Pessoa Idosa, comemorado em 1º de outubro. Os mutirões simultâneos fazem parte do cronograma temático da Secretaria. Até o final do mês, a pasta realiza eventos para a promoção de empregos para mulheres (Outubro Rosa) e mutirões com vagas temporárias.

Para participar, os interessados devem comparecer à sede das agências levando documentos como RG, CPF e Carteira de Trabalho (física ou digital). Os atendimentos ocorrem das 8h às 16h.

Na Agência do Trabalhador Central de Curitiba, o evento será na quarta-feira (04), com 400 vagas exclusivas para pessoas com 50 anos ou mais (não apenas para 60). Pelo menos 15 empresas já confirmaram presença no processo de recrutamento.

Para o secretário estadual do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes, os mutirões voltados a esta faixa etária são essenciais para a recolocação de trabalhadores no mercado e, sobretudo, garantir a obtenção de renda em um período importante da vida. “A promoção do trabalho digno para pessoas idosas é uma das mais importantes ferramentas de combate ao etarismo. São trabalhadoras e trabalhadores com condições de contribuir, e muito, com a economia do estado”, disse Moraes. 

Ele lembra que muitas famílias dependem financeiramente de integrantes entre 50 e 70 anos. “Com as mudanças no sistema previdenciário, exigindo um período maior de contribuição e mais tempo de trabalho, precisamos garantir oportunidades para quem é responsável não só pelo próprio sustento mas também, muitas vezes, de uma família inteira”, afirma.

Da AEN

Deixe um comentário