Outubro Rosa: cartilha orienta mulheres para a detecção precoce de nódulos nas mamas

0 450

Elaborado pela Assespro-PR/parceria ACATE, Guia do Autoexame será distribuído gratuitamente

Depois do câncer de pele não melanoma, o de mama é mais comum entre as mulheres. Até 2025, estima-se que no Brasil, sejam diagnosticados novos 73 mil casos, ou, 66,54 casos novos a cada 100 mil mulheres, conforme os dados do Ministério da Saúde. A boa notícia é de que se diagnosticado precocemente, a chance de cura chega a quase 97%, dependendo do estadio da doença.

Engajada com essa proposta e abraçando a campanha Outubro Rosa, a Assespro-PR/parceira ACATE, elaborou um Guia do Autoexame das mamas. Com uma linguagem simples e didática, o texto recomenda o toque e aponta como ele deve ser feito. O material será compartilhado digitalmente com as mulheres associadas da entidade, ao longo de todo mês.

“Na correria da nossa vida, acabamos deixando nossa saúde um pouco de lado. A campanha Outubro Rosa nos chama novamente para esse cuidado, de nos olharmos com atenção, de nos cuidarmos. Nós, mulheres, que somos multitarefas, temos uma forma simples de identificar a presença de nódulos nas mamas e é exatamente sobre isso que trata a cartilha que preparamos”, destaca a presidenta da Assespro-PR/parceria ACATE, Josefina Gonzalez.

Josefina Gonzalez

O Guia traz tópico especial para quem pode estar no grupo de risco, bem como orientação para saber quando procurar um profissional de saúde a partir da identificação de que há algo diferente no corpo.

“Queremos reforçar entre nossas associadas o que já diz o Ministério da Saúde. O órgão recomenta que toda mulher com 40 anos ou mais de idade procure um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente. Além disso, toda mulher, entre 50 e 69 anos, deve fazer pelo menos uma mamografia a cada dois anos”, sublinha Josefina.

Além da distribuição do Guia, a Assespro-PR/parceira ACATE compartilha em suas redes sociais, vídeos com orientações com falas pontuais sobre o Outubro Rosa e a importância dos exames preventivos para a identificação dos principais cânceres femininos. 

Um dos materiais conta com a participação da médica oncologista, doutora Aline Kozak. No vídeo, ela fala sobre o câncer de mama e fatores para seu desenvolvimento.

“Cerca de 12,5% das mulheres em todo mundo, vão apresentar a doença em algum momento da vida. Além disso, há os fatores de risco genéticos e aqueles associados ao estilo de vida também. Lembro que prevenir a doença exige um estilo equilibrado e um rastreio precoce da doença. A mamografia, por exemplo, diagnostica a doença antes mesmo de ela ser palpável, reduzindo em até 40% o risco de mortes”, destaca a profissional.

Outubro Rosa

As maiores taxas de incidência e de mortalidade do câncer de mama, conforme dados do Ministério da Saúde, estão nas regiões sul e sudeste do Brasil. Assim, a campanha Outubro Rosa, criada no início da década de 1990, tem como foco a divulgação das informações sobre o câncer de mama e fortalecimento das recomendações de saúde para diagnóstico precoce e rastreamento da doença.

MAIS INFORMAÇÕES

https://assespropr.org.br/

Engenharia de Comunicação

Deixe um comentário