PMPR resgata animais submetidos a maus tratos e interrompe desmatamento ilegal, em ações distintas de preservação do meio ambiente

0 122

Em duas ações distintas, a Polícia Militar do Paraná através do Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), reafirmou seu compromisso com a preservação ambiental e o cumprimento das leis de proteção a fauna e a flora, em todo o estado.

Na última sexta-feira (2), em uma operação conjunta envolvendo o BPAmb e o 28º Batalhão da Polícia Militar (28º BPM) da PMPR, juntamente com o Instituto Água e Terra (IAT), foi desencadeada uma ação de cumprimento de mandado de busca e apreensão na cidade de General Carneiro-PR. A iniciativa foi decorrente de uma ordem expedida pelo Poder Judiciário da Comarca de União da Vitória.

Durante a ação, os policiais militares ambientais se depararam com uma cena de maus tratos à fauna. Seis cachorros, amarrados e em estado crítico de abandono e baixo peso, foram resgatados, juntamente com um casal de Pombas-Colarinho (Streptopelia decaocto), espécie exótica, mantidas em uma gaiola pequena e suja. Além disso, uma Maitaca-Verde (Pionus maximiliani) também foi resgatada. Paralelamente, foi descoberto um forno de carvão operando sem a devida licença, junto de 140 sacos de carvão, uma espingarda calibre .20 e seis cartuchos.

O proprietário da propriedade, um homem de 48 anos, foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia da Polícia Civil de União da Vitória. Além das acusações criminais, o infrator também enfrentará uma autuação ambiental no valor de R$ 12.100,00.

PMPR/Divulgação

Já no domingo (4), em outra ação, no município de Fernandes Pinheiro-PR, policiais militares ambientais detectaram atividades de desmatamento na localidade denominada Balão. A área, correspondente a 1,2 hectares, continha árvores derrubadas de espécies ameaçadas de extinção, como o pinheiro araucária. O responsável pelo corte das árvores, um homem de 59 anos, não possuía autorização ambiental, resultando em uma autuação no valor de R$ 21.000,00. Além disso, ele terá que responder criminalmente pelos danos causados.

Para o Comandante-Geral da PMPR, Coronel Jefferson Silva, as ações desenvolvidas pela corporação na preservação ambiental são fundamentais para proteger ecossistemas e promover uma convivência equilibrada entre a sociedade e o meio ambiente. “Nossas ações preventivas e de enfrentamento a atividades ilegais, permitem a conservação da biodiversidade e ainda promovem educação ambiental”, concluiu o Comandante-Geral.

Essas operações demonstram o comprometimento da PMPR na preservação das matas e dos animais silvestres, dando estrito cumprimento às leis e combatendo práticas prejudiciais ao meio ambiente. A atuação conjunta entre a PMPR e os órgãos ambientais também visa proteger o patrimônio natural do estado do Paraná e da comunidade paranaense.

Comunicação Social da PMPR.

Deixe um comentário