Polícia Civil localiza em MG criança paranaense que estava desaparecida desde o dia 11

0 653

Após uma investigação de grande complexidade, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) localizou em Minas Gerais a menina de 3 anos que estava desaparecida desde o dia 11 de janeiro, quando foi tirada da família acolhedora com quem vivia em Cascavel, no Oeste do Estado. A criança foi encontrada na noite de terça-feira (30) com a mãe biológica e o seu companheiro na cidade de Governador Valadares, que foram presos.

A investigação foi conduzida pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da PCPR, com o apoio do Grupo de Diligências Especiais (GDE) da instituição e da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). “O casal foi identificado naquela cidade e prontamente entramos em contato com a delegacia antissequestro de Governador Valadares, que nos deu total apoio para chegar até o local. Ela foi resgatada e foram cumpridos os mandados de prisão dos suspeitos”, explicou o delegado Diego Ribeiro, do DGE de Cascavel. 

A PCPR instaurou um inquérito por sequestro contra os suspeitos e vai investigar ainda se houve participação de outras pessoas no crime. A pessoa que abrigava o casal em Governador Valadares também foi conduzida à delegacia e deverá responder por favorecimento pessoal. Foram realizados exames de lesões corporais nesta manhã, que identificaram que criança está bem e não passou por situações de violência física. 

Juntamente com a Secretaria Municipal de Assistência Social, a Polícia Civil está tratando agora do retorno da menina até Cascavel. Ela será encaminhada prontamente a uma família acolhedora e terá acompanhamento psicológico e de assistentes sociais. “Agora vamos dar continuidade aos trâmites do inquérito, para poder finalizar o mais rápido possível e enviar ao Judiciário”, disse a delegada Graziela Lopes, do Nucria de Cascavel. 

DESAPARECIMENTO – A menina desapareceu no dia 11 de janeiro, quando estava na casa de uma família acolhedora, que cuida temporariamente de crianças que vivem em abrigos, enquanto é trabalhado no processo de reinserção à família biológica ou, conforme o caso, na destituição dos vínculos familiares, para que a criação possa ser encaminhada à adoção. 

A Polícia Civil do Paraná iniciou no mesmo dia as diligências para encontrar a menina, com o processo sendo conduzido em sigilo para não comprometer as investigações sobre o seu paradeiro. Assim que o casal suspeito foi localizado em Governador Valadares, a PCPR contatou a polícia mineira para dar suporte e cumprir o mandado de prisão dos suspeitos.

Da AEN

Deixe um comentário