Bolsonaro: orçamento de ministérios ‘nunca foi tão pequeno’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o orçamento dos ministérios “nunca foi tão pequeno” como é atualmente e garantiu o cumprimento do teto de gastos. “É responsabilidade minha e do Paulo Guedes”, disse, hoje (7), em entrevista à Rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul.

O presidente admitiu que a malha rodoviária federal se encontra em más condições e revelou tentativa de conseguir junto ao Ministério da Economia liberação de R$ 5 bilhões para a realização de obras de manutenção nas estradas, a pedido do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. “(O valor) é muito pouco perto do total do orçamento. A vantagem disso é que diminui o custo para o caminhoneiro”, disse.

Ele revelou que o governo tem feito transferências de verbas de outras pastas para a Infraestrutura com auxílio do Exército.

Petrobras

Bolsonaro também afirmou ter pedido ao presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, para as refinarias divulgarem o valor do combustível produzido. “Os gaúchos tem que saber qual o preço de combustível da gasolina e quanto o governador Eduardo Leite cobra de imposto”, disse durante entrevista à Rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul.

O presidente afirmou que deseja expor em postos de gasolina a composição do valor do combustível pago nos postos pelos consumidores. “O povo tem que saber quem é o responsável pelo aumento do preço da gasolina. Eu quero divulgar o valor do imposto federal”, afirmou. Bolsonaro admitiu que os recentes aumentos nos preços dos combustíveis são um problema.