O progresso da telemedicina no Brasil: consolidação e futuro promissor em 2023

0 78

O ano de 2023 foi marcado pelo progresso na adoção da telemedicina no Brasil, consolidando-a como uma alternativa viável e em progresso. Essa modalidade de atendimento vem ganhando espaço tanto no setor privado, quanto no Sistema Único de Saúde (SUS), que projeta investimentos e ampliação da telemedicina nos próximos anos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a telemedicina como a prestação de serviços de saúde à distância, através de videochamadas ou plataformas digitais seguras para conectar profissionais de saúde e pacientes, especialmente quando a distância pode ser um fator crucial. 

No Brasil, a telemedicina foi regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), em 2022, pela Lei 14.510, que autoriza e disciplina a prática da telessaúde em todo o território nacional. A combinação de medicina e tecnologia é um modelo de atendimento que visa preencher lacunas na assistência à saúde, permitindo o alcance de médicos em regiões distantes de forma eficaz, e, hoje, expressa outras vantagens aos pacientes. 

Segundo dados da Folha de S. Paulo, o país registrou um aumento de 172% no número de atendimentos realizados à distância, impulsionado pela lei que regulamenta a saúde digital. Em números, o Brasil contabilizou 30 milhões de atendimentos por telemedicina em 2023; 19 milhões a mais que entre 2020 e 2022 – o país já havia registrado um total de 11 milhões de consultas médicas realizadas à distância, conforme dados da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde). 

Benefícios da telemedicina para a população 

atendimento médico online proporciona conveniência e economia de tempo para os pacientes e garante o acesso à saúde de qualidade para todos, principalmente para pessoas com mobilidade reduzida, idosos ou aqueles com limitações de transporte. As consultas médicas podem ser realizadas no conforto de casa sem a necessidade de enfrentar o trânsito, pagar por estacionamento ou se preocupar com horários rígidos de consultório.

Outro ponto que se destaca como uma das vantagens é a continuidade de cuidados e tratamentos, uma vez que seja necessário acompanhamento médico regular. Pela funcionalidade, é possível assegurar atendimento personalizado, também permite uma abordagem multidisciplinar com especialistas de diferentes áreas da medicina para o bem-estar do paciente. 

Durante a pandemia da covid-19, o atendimento médico online se tornou um aliado no combate à doença. Por meio de consultas online, médicos e pacientes puderam manter contato seguro, evitando a propagação do vírus em hospitais e clínicas. Assim, esse tipo de atendimento contribui para a proteção da população na totalidade, na medida que o número de consultas presenciais são reduzidas, pois contém a disseminação de vírus e bactérias.

Deixe um comentário