Tecido antichamas: bombeiros já usam novo fardamento

0 284

Ele chama mais atenção devido as faixas refletivas; passou da tradicional cor ‘caqui’ para a ‘gold’; possui bolsos frontais na gandola; adaptação para alocar o radiocomunicador, além de ser mais confortável e dar mais segurança para o profissional. O Corpo de Bombeiros de Toledo já recebeu o novo fardamento.

Em 2020, ocorreu a fase de testes; foram distribuídos 240 protótipos – nas corporações do Estado – em três versões diferentes. O fardamento é utilizado nas mais diversas situações em que o bombeiro militar é acionado para prestar serviço.

“Esse modelo é mais confortável, mais prático e permite que o bombeiro esteja mais seguro. Em uma situação de acidente entre veículos, por exemplo, com vazamento de combustível, essa farda tem suporte de fogo repentino”, explica o comandante do Corpo de Bombeiros de Toledo, capitão Luis Eduardo Zarpellon. “Esse novo fardamento é para todas as unidades do Estado. Ele é um Equipamento de Proteção Individual (EPI) de uso diário. A farda visa proteger a integridade física do bombeiro diante das mais diversas ocorrências atendidas”.

NOVIDADES – Entre as mudanças da nova farda para a antiga é possível destacar a confecção que é com tecido antichama – desenvolvido para proteção contra os efeitos dos agentes térmicos provenientes do arcoelétrico ou fogo repentino. Zarpellon pontua que a composição é distribuída em 48% modacrílica, 37% algodão retardante de chama, 15% para-aramida e costurado com linha antichama e 100% meta-aramida.

“Além de promover mais proteção em relação a integridade física do bombeiro, o novo fardamento é mais prático de ser vestido, pois a jaqueta de mangas longas que sobrepõe a camiseta não é com botões, ela também é mais alongada, tem um corte que permite mais mobilidade, punhos ajustáveis também tem uma adaptação para alocarmos o radiocomunicador e para colocação de joelheiras e nas parte das costas tem a descrição ‘Bombeiro Militar Paraná’”, acrescenta Zarpellon.

Neste processo de mudança, o fardamento antigo – naquele na cor caqui – continua sendo utilizado paralelamente com o novo. Isso deve ocorrer até 2023, depois passará a ser utilizados apenas o novo modelo.

Da Redação

TOLEDO

Deixe um comentário