Urutau é trazido ao mundo pela equipe do Parque das Aves

0 573

Um urutau (Nyctibius griseus), espécie de ave dificilmente mantida sob cuidados humanos, teve seu nascimento assistido pela equipe de Neonatologia do Parque das Aves no mês de janeiro. O filhote encontra-se sob os cuidados da equipe, e segue ganhando peso diariamente e se desenvolvendo normalmente.

“Este é o segundo filhote de urutau que nasce no Parque das Aves. Além deste feito bastante inédito já nos trazer muita alegria, comemoramos com muita ênfase este nascimento principalmente porque o filhote segue crescendo de maneira saudável. Essa conquista só é possível graças a uma equipe competente e engajada”, comenta Paloma Bosso, diretora técnica do Parque das Aves.

A postura de urutau foi identificada em dezembro de 2023 no recinto dessas aves, que está na trilha de visitação do Parque das Aves. Posteriormente, o ovo foi conduzido para ser incubado artificialmente sob os cuidados da equipe de Neonatologia da instituição. Como o filhote não conseguiria sair do ovo sozinho, a equipe optou pela forma assistida, caso em que a ave recebe ajuda para realizar a eclosão.

“Os pais deste filhote de urutau foram os mesmos que tiveram um filhote em outubro de 2023, mas tiveram dificuldades para cuidar dele provavelmente pela falta de experiência. Então optamos por recolher o ovo e cuidar dele na sala de Neonatologia. Ficamos muito felizes que os esforços tenham rendido frutos”, comenta Paloma.

OVO DE MUDANÇA – Na manhã de 10 de dezembro do ano passado, o tratador de animais Mário identificou uma postura de ovo no recinto dos urutaus. Imediatamente ele informou a equipe da Área de Neonatologia que averiguou a situação. Apesar do Parque das Aves sempre priorizar o cuidado de cada ave diretamente com seus pais, a equipe decidiu optar por uma nova estratégia, para aumentar a chance de sobrevivência do filhote, considerando o histórico recente dos pais. Então a incubação foi feita artificialmente.

“Pelo fato dos pais terem tido dificuldades para cuidar do filhote que nasceu em outubro, optamos em realizar todo o processo de incubação na área de Neonatologia, a fim de garantirmos todos os cuidados necessários para o sucesso no nascimento e nos cuidados posteriores. Ter a assistência integral da equipe de biólogos e veterinários à disposição, se mostrou como a melhor decisão. Em seu nascimento, em 13/01, ele tinha 14,45 gramas, e no dia 31 de janeiro já estava com 47 gramas, características de um crescimento bastante sadio.”, comenta Bianca Fernandes, supervisora da Área de Neonatologia do Parque das Aves.

AJUDA PARA SAIR DO OVO – Na data esperada para a eclosão do ovo, e com o monitoramento dos batimentos cardíacos do filhote, a equipe percebeu que a ave não conseguiria nascer sozinha e optou pelo nascimento assistido, caso em que o animal recebe auxílio para romper a casca do ovo. Assim, a médica veterinária Ligia Rigoleto, contribuiu para que este segundo urutau nascido sob cuidados humanos no país pudesse nascer.

“Em 2023 comemoramos o nascimento inédito de um urutau sob cuidados humanos, que aconteceu feliz e coincidentemente no Dia da Ave, celebrado no dia 5 de outubro. No entanto, o filhote não resistiu e veio a óbito xxx dias depois. Perder um animal sempre nos entristece, mas nos faz refletir sobre como podemos melhorar e ofertar cuidados ainda mais dedicados a outros animais. Foi justamente isso que nos motivou a realizar todo o processo de incubação, nascimento e alimentação desse segundo filhote sob os cuidados da nossa equipe. Até o sexto dia de vida, sua alimentação consistia em uma papinha desenvolvida pelo Henrique Tavares, zootecnista do Parque das Aves. A partir do sétimo dia, o urutau começou a ganhar alimentos sólidos de acordo com os hábitos alimentares da sua espécie”, explica Paloma.

Deixe um comentário