Banco da Mulher Paranaense já liberou R$ 150 milhões em crédito para empreendedoras

0 7

Neste Mês da Mulher, a Fomento Paraná alcançou uma marca importante do Programa Banco da Mulher Paranaense, lançado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em setembro de 2019. Mais de 13 mil empreendimentos que têm mulheres como sócias ou proprietárias já foram atendidos com créditos liberados, que agora somam R$ 150,4 milhões.

A grande maioria das operações é de microcrédito, para apoiar empreendedoras informais, MEIs, micro e pequenas empresas. O microcrédito é limitado a R$ 20 mil e está disponível em todas as regiões do Estado, por meio de uma rede de agentes de crédito capacitados, que atuam nas prefeituras, agências do trabalhador e salas do empreendedor.

Neste segmento, os empreendimentos liderados por mulheres já chegam a 56,3% dos financiamentos de microcrédito contratados pela Fomento Paraná. De acordo com o diretor-presidente da instituição financeira estadual, Heraldo Neves, uma vantagem de oferecer crédito para apoiar o empreendedorismo feminino é que esta ação ajuda a estabelecer uma base financeira sólida para as empresas das mulheres.

“Ao facilitar o acesso ao crédito, o Governo do Estado possibilita que as empreendedoras invistam em equipamentos, tecnologia e outras necessidades importantes para expandir os negócios. Com isso atraem mais clientes, geram renda para a família e empregos para outras mulheres, que é uma característica das empresas lideradas por elas”, detalha.

“Ao apoiar o crescimento de negócios liderados por mulheres, o crédito pode contribuir para a construção de uma economia mais igualitária e próspera”, afirma Luciana Saito Massa, uma das madrinhas do programa Banco da Mulher Paranaense, que lidera o Conselho de Ação Solidária.

Para a secretária da Mulher e Igualdade Racial, Leandre Dal Ponte, o acesso ao crédito é um fator importante para ajudar a mulher a superar barreiras, como a discriminação de gênero e a falta de garantias, e a alavancar o sucesso de empreendedoras. “O crédito também pode ajudar a equilibrar a desigualdade de gênero na economia, uma vez que as mulheres têm mais dificuldade do que os homens para conseguir financiamento para iniciar ou ampliar seus negócios”, afirma.

SONHO REALIZADO – Era um desejo antigo da costureira Marli Machado ter a própria marca de roupas, depois de vários anos dedicados à moda. Habilidosa, a profissional trabalhou em diversas confecções até que, em 2019, decidiu dar um passo adiante e abriu um ateliê, com o apoio da filha, Nathalia. O negócio começou com vendas pelas redes sociais. Elas criaram um site próprio e em pouco tempo abriram uma loja física. Foi inaugurada ano passado, no bairro Campo Comprido, em Curitiba.

Entretanto, as empreendedoras perceberam que o negócio estava operando com as contas no limite, com pouca margem. Foi quando elas procuraram o Banco da Mulher Paranaense da Fomento Paraná em busca de capital de giro para manutenção da empresa e mais estoques.

“Esse crédito foi importante para a gente porque nos deu fôlego. A gente operava no limite”, recorda Marli. “Sem essa linha de crédito não conseguiríamos comprar a quantidade de estoque necessária para alavancarmos o nosso negócio”, complementa Nathalia Machado, que empreende com a mãe na confecção e também atua como modelo para exibir as roupas e acessórios.

Consolidada, a Gávea Store tem clientes fiéis, desenvolve peças originais e gera renda na comunidade. Uma ajudante para as vendas na loja é o primeiro de muitos postos de trabalho que a empresa espera movimentar. O empreendimento se soma a milhares de iniciativas femininas financiadas pelo programa Banco da Mulher Paranaense.

COMO CONTRATAR – Mulheres empreendedoras interessadas em obter crédito pelo Banco da Mulher Paranaense podem se dirigir à Fomento Paraná em Curitiba (Rua Comendador Araújo, 652) ou contratar online pelo portal da Fomento Paraná.

Nos municípios do Interior do Estado é possível solicitar atendimento por meio dos agentes de crédito e correspondentes da Rede de Parceiros da instituição nas prefeituras, Salas do Empreendedor, Agências do Trabalhador, associações comerciais e empresariais, além de diversas sociedades empresariais especializadas. Atualmente a Fomento Paraná possui parcerias ativas com agentes de crédito atuando na oferta de microcrédito em 320 dos 399 municípios paranaenses. Para localizar agentes de crédito acesse AQUI.

Além da linha de microcrédito, em valores até R$ 20 mil, com taxas a partir de 0,95% ao mês e prazo de parcelamento de até 36 meses, para atender empreendedoras informais, MEIs e microempresas, o Banco da Mulher Paranaense também disponibiliza linhas de crédito para projetos de investimento em valores até R$ 500 mil, para micro e pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões.

Da AEN

Deixe um comentário