NRE de Toledo acompanha decisões e quadro epidemiológico dos municípios

As escolas da rede estadual do Paraná realizam a reabertura gradual com aulas presenciais, em modelo híbrido. Até o dia 24 de maio, mais de 40 mil estudantes voltaram para a sala de aula nos 28 Núcleos Regionais de Educação (NREs). Devido ao aumento de casos confirmados para a Covid-19, alguns colégios estão suspendendo este retorno. No NRE de Toledo, as aulas estão suspensas nos colégios de Santa Helena. No município (sede), as aulas híbridas seguem normais. Vale destacar que as aulas seguem até amanhã (2) nesta semana, visto que quinta-feira (3) é feriado de Corpus Christi e sexta-feira (4) é recesso.

De acordo com o chefe do NRE de Toledo José Carlos Guimarães, o retorno a aula presencial acontece de forma escalonada e todas as instituições de ensino seguem um protocolo de segurança, que prevê o distanciamento de 1,5 metro entre os estudantes, disponibilizar álcool em gel, exigir o uso de máscara e aferir a temperatura de alunos e funcionários antes do acesso às dependências das escolas.

Guimarães explica que as medidas do decreto estadual não se estenderam aos colégios. Inclusive, ele revela que dependendo da situação epidemiológica de cada Núcleo, o órgão também poderia ser fechado. O NRE de Toledo está com o atendimento limitado ao público externo e prioriza o atendimento a comunidade escolar.

Com relação a suspensão de atividade em colégio, no NRE de Toledo somente em Santa Helena as aulas presenciais estão suspensas. “A cidade apresentou um aumento de casos considerável da Covid-19 e o Poder Público optou por suspender as aulas municipais até o dia 7 de junho e o Estado acompanhou a decisão”, comenta o chefe do Núcleo ao pontuar que o órgão tem respeitado as decisões municipais.

NA SEDE – As aulas, em Toledo, seguem de forma híbrida. Alguns colégios com mais alunos e outros com número menor. “Seguindo as recomendações do protocolo de biossegurança, se forem confirmados três casos ou mais de Covid-19 no colégio – independente se a pessoa foi infectada no colégio ou não – as aulas serão suspensas em determinado turno ou a instituição de ensino poderá ser fechada”, destaca. No Município, as aulas estão suspensas no Jardim Europa, conforme o chefe do NRE. Em outras situações, a pessoa que testou positiva para a Covid-19 fica em isolamento.

O chefe do Núcleo ainda pondera que a equipe não possui conhecimento que as pessoas foram contaminadas nos colégios. “Até o momento, não tivemos registros de surtos nas escolas. Ao menos, não recebemos essa informação, porque todos os cuidados estão sendo adotados para não deixá-los acontecer”.

Guimarães enfatiza que o melhor é ser conservador na tomada de cada decisão. “Caso o professor teste positivo, a orientação é dispensar a turma. É melhor fazer isso neste momento do que forçar uma situação que possa sair do controle”.

NO ESTADO – Em cumprimento às resoluções e orientações das autoridades sanitárias e para manter os colégios como ambientes controlados e seguros, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte monitora os casos de Covid-19 nas escolas. No dia 28 de maio, haviam nove escolas fechadas e 135 turmas com aulas presenciais suspensas devido a casos de Covid-19. São 102 casos de alunos que testaram positivos, 112 professores e 76 funcionários. Outras 629 escolas seguem abertas, seguindo o protocolo de biossegurança.

O chefe do NRE de Toledo recorda que o retorno presencial não é obrigatório. Pais, mães ou responsáveis legais que desejem o retorno dos estudantes devem assinar um termo de autorização a ser entregue na instituição de ensino.

Os alunos que optarem por não ir às aulas presencialmente continuarão no ensino remoto via Google Meet e também pelas plataformas digitais do Aula Paraná, na TV aberta e no YouTube, além do kit pedagógico impresso.

Da Redação

TOLEDO