Atlético-MG goleia o Caracas e avança em primeiro do grupo G da Libertadores

0 24

O Atlético enfrentou o Caracas-VEN nesta terça-feira (28), na Arena MRV em Belo Horizonte. Jogo valido pela última rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores, o Galo entrou em campo já classificado para as oitavas de final, mas precisava de um empate para terminar líder do grupo G. O Galo venceu a partida por 4 a 0, com dois gols de Pedrinho, Alisson e Hulk.

O time atleticano se classificou em primeiro do grupo. Agora, o Galo precisa torcer contra Talleres, Palmeiras e River Plate, porque esses podem conseguir o posto. Além de Pedrinho, uma grande atuação no jogo foi de Gustavo Scarpa. Com dois cruzamentos, o ponta deu as duas assistências. O camisa seis chegou a 10 participações diretas a gol (6 gols e 4 assistências) com a camisa do Galo.

PRIMEIRO TEMPO

Já aos sete minutos, o atacante Cadu tomou uma entrada do goleiro Fariñez, fora da área, em primeiro momento o arbitro não apresentou cartão, mas após ir ao VAR constatou o toque no atleta atleticano e expulsou o goleiro venezuelano. Com a cobrança dessa falta, Hulk colocou a bola na trave do goleiro Benítez, de apenas 20 anos. Na primeira metade do primeiro tempo, o Atlético se mostrava melhor em campo, pressionando e chegando com facilidade na área do adversário.

Aos 27 minutos, Pedrinho abre o placar e marca de cabeça após cruzamento certeiro de Gustavo Scarpa. Aos 35 minutos, o Galo continuava comandando o jogo e o jogador prata da casa, Alisson, faz bom jogo, colocando duas bolas na mão do goleiro. Já aos 39 minutos, o jovem Alisson aumentou a vantagem alvinegra na partida, com mais uma assistência de Gustavo Scarpa. No final da etapa, Hulk e Pedrinho tentaram, mas não converteram.

Hulk vai bem em vitória do Galo (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)

SEGUNDO TEMPO

Para recomeçar a partida, Zaracho saiu para entrada de Igor Gomes, e no time visitante, o meio-campo Luis Zúñiga saiu para entrada de Piero Cacique. Nos primeiros 10 minutos, o Atlético continuava tocando bola e envolvendo o time da Venezuela. O meio-campo Battaglia saiu para a entrada do zagueiro Igor Rabello. O Hulk, ídolo atleticano, perdeu um gol na primeira etapa e novamente na segunda, onde se mostrou irritado e impaciente com a “seca” de gols que vive.

Pedrinho marca mais uma vez, um belo gol de fora da área. Jogador que está de empréstimo no Atlético, entrega bom futebol no jogo. Aos 21 minutos, Gustavo Scarpa e Cadu saíram para entrada de Brahian Palacios e Alan Kardec. Na reta final do jogo, falta bem batida de Hulk ficou na mão do goleiro Benitez, e tentativa do Guilherme Arana parou na trave. Já nos acréscimos, Hulk marca de fora da área e fecha o marcador do Atlético.

Deixe um comentário